Copa MOCVA abriu em grande estilo no Parque do Chimarrão

Por Sílvio Bilhar | Fotos por Sílvio Bilhar | 09 de Abril de 2017 - 8:55

O MOCVA tem domingo a 2ª etapa da Copa MOCVA de veloterra. A etapa inicial teve quase mil espectadores e em torno de 120 pilotos, dando ideia de que a temporada 2017 será disputadíssima em todas as categorias. Veja como foram os pegas do início de fevereiro na pista do Parque da Fenachim.

Infantil B

Monique da Silva surpreendeu e largou na ponta com Victor Weizemann e Antônio Tonho Brenner todos dividindo a curva um.  Victor consegue recuperação, assume a liderança e vence a prova seguido de Monique, Henrique Câmera que Largou em 5º mas buscou a posição. Gabrielli  Posselt e Tonho Brenner completaram o pódio.

Infantil A

Garmichel Giehl largou bem e venceu de ponta a ponta seguido de Bruno severo que largou em 2º. Gustavo Deufel foi o 3º, Leonardo Becker e Vitor Limberger, que largaram no pelotão da frente também subiram no pódio.

Novatos A

Fabrício Canepelle disputa a largada com Fabiel Mattes e Ígor Parker. Os três duelaram durante a prova. Fabrício venceu a prova com Igor e Fabiel. Lucas Castro e Henrique Stertz chegaram em seguida.

Nacional 4 Tempos

Maico Naher e Carlos Lorenzini largam na ponta brigando pela vitória. Naher vence de ponta a ponta com Lorenzini e Patrick Andrade. Ricardo Schossler largou em 3º e chegou em 4º a frente de Jonas Krugel.

Força Livre Importada

Felipe Pick fez uma largada perfeita, assumiu a ponta para vencer sem dificuldades a bateria. Rael Botelho e Ivan Piz seguiram logo atrás de ponta a ponta. Paulo Kappes e Alan Brenner completaram o pódio.

230 pró

Cristian Wildner largou na ponta, mas ainda na volta inicial Willian Lenz assume a ponta para vencer a disputa. Cristian erra e perde posições, mas mais tarde busca a vice- liderança. Patrick Andrade também largou no bolo e chegou em 3º com Carlos Nanico Lorenzini e Cesar Helfer completando o pódio principal.

Espelhinho

Rafael Brenner venceu a etapa após largar em 3º, atrás de Alan Trombini que largou no pelotão principal puxando a fila. Giovani Barbieri que também fez uma largada de destaque se manteve no pelotão principal e chegou em 2º. Alan foi 3º seguido de Mateus Pelegrini e Gabriel Arnemann.

Open

Josemar Magni fecha a volta um na frente, mas logo na 3ª volta já tinha como companhia Marco farias. Josemar venceu a etapa, Farias chegou em 2º, Ricardo Schossler em 3º com Guga Ewerlling em 4º com Paulo Kappes na 5ª posição.

Novatos B

Ândreson Loeblen, Guilherme dos Santos e Pedro Farias trocaram de posições nas voltas iniciais. Pedro assume a ponta na metade final e venceu seguido de Guilherme, Fábio Mates, Ânderson e Roberto Cord.

Promocional

Fabrício Canepelle larga na frente mas cai na 2º volta abandonando a disputa.  Quem assume a liderança foi Willian Almeida que largou em 2º. Willian venceu com Rodrigo Hennemann que largou em 4º. Fabiel Mates, Eduardo Hoffmann e Elisandro Imperatori logo em seguida.

230 Estreantes

Cezar Helfer venceu a categoria seguido de Cristian Wildner, Fabio Mattes, Anderson Vogel e Cristian Theves completaram o pódio da 230 Estreantes.

Júnior

Garmichel Giehl  largou na frente na Júnior com Djeison Grasel,  Jesiel Burkhard e Airon Detterborn de Souza no pelotão principal. Garmichel vence de ponta a ponta, e Jesiel vence o duelo com Djeison. Airon chegou em 4º e Bruno Severo na 5ª colocação.

Força Livre Nacional

Arthur Fockink se deu melhor e venceu a chamada Formula um do Veloterra Nacional. A Força livre Nacional em 2º chegou a fera Josemar Magni, Willian Lenz foi 3º com Maico Naher em 4º e Cristian Wildener completou o pódio.

Feminina

Mariana largou melhor, mas Francielle Storch deu a volta por cima, encostou e travou o duelo na etapa. As duas passaram lado a lado na chegada. Com pouca vantagem para Francielle. Francine Lahr foi 3º com Tainara Pacheco e Marielle Shimitt.

Jovens Talentos

Essa é a categoria de iniciantes no veloterra e quem se deu melhor foi Ricardo Martins seguido de Renê Schendler, Carlos Webber, Laertson Rippel e Rafael Debald.

A modalidade Motocross foi dividida em 3 categorias e que andaram juntas em duas baterias. Veja como foram os duelos em cada categoria.

Motocross Nacional Livre

Ismael da Cruz largou nas duas baterias entre os 3 primeiros na geral, em 1º em sua categoria. Em poucas voltas assumiu a liderança na geral e venceu de forma surpreendente. Marcio Johan em 2º, Tiago Gab em 3º, Djeison Grasel em 4º e Laerson Rippel completando o pódio da Nacional.

Motocross Estreantes Força Livre  Importada

Lucas Peuhs foi ponteiro na geral na bateria um, mas largou mal na 2ª prova. Na primeira venceu em sua categoria e na 2ª em recuperação conseguiu pontos para na geral ser o vencedor da etapa. Fabiano Mattes, Gustavo Ewald e Garmichel Giehl completaram o pódio.

Motocross Força Livre importada Pró

João Marcos Lira se saiu melhor na soma das duas bateria e venceu a etapa de abertura, seguido de Joel Eiserman, Robson Lenz, Lucas Konzen e Rael Botelho.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Sílvio Bilhar começou em março de 1995 o jornal O Podium, exclusivo sobre motociclismo, antes disso teve participação durante 3 anos no Jornal Pit Stop (Hoje é Revista). Estudou Relações públicas na FEEVALE em N.Hamburgo, Jornalismo em São Leopoldo e fez diversos curso de aprimoramento, entre eles de Publicidade e Marketing e de Jornalismo Esportivo, cuja aprovação foi com louvor. Ainda hoje é editor e proprietário do Jornal O Podium cujas informações é de ser o único do estilo no Brasil. Assumiu o Mundocross após o falecimento de seu grande amigo Jorge Soares, que chegou a escrever por alguns anos uma coluna no Jornal. Ambos parceiros e colaboradores nos dois veículos. Natural de Montenegro/RS, nasceu em 10 de fevereiro de 1965. Mora a mais de 25 anos em Novo Hamburgo, região da Grande POA no RS.

Desenvolvido por GetFly