Ryan Dungey anuncia aposentadoria

Por Mariah Morgado | Foto por Rich Shepherd | 16 de maio de 2017 - 15:08

O tetracampeão do AMA Supercross, Ryan Dungey, oficializou hoje em uma coletiva de imprensa no Angel Stadium em Anaheim, na Califórnia o que todos estávamos esperando e torcendo para não ser verdade. A partir de hoje, duas semanas após conquistar o título da temporada 2017 do AMA SX, ele está aposentado oficialmente das competições profissionais de motocross e supercross. Ele não vai participar do AMA Motocross 2017 e não vai renovar seu contrato para 2018.

Na coletiva de hoje, Dungey admitiu que embora esteja na melhor forma de sua vida fisicamente e a sua moto e equipamento são completamente capazes de dar conta do trabalho, ele lutou muito mentalmente este ano. Ele disse que pela primeira vez ele precisava se convencer a ir para as corridas e que seu coração já não estava mais nas competições.

“É difícil de acreditar que este dia chegou, mas depois de muito pensar sobre os últimos meses e rezar, hoje eu anuncio minha aposentadoria das corridas profissionais de Supercross e Motocross. Essa não foi uma decisão fácil. Eu conquistei mais do que jamais imaginei ou sonhei e por tudo isso sou incrivelmente humilde e honrado. Eu fui o mais forte que pude, enquanto eu pude, mas a realidade é que nosso esporte é difícil, as temporadas são longas e exige uma quantidade enorme de sacrifício, trabalho duro e disciplina para permanecer no topo. Fisicamente sinto que estou na melhor forma da minha vida, em termos técnicos de corrida estou na melhor forma da minha vida e tenho o equipamento para vencer, não há dúvidas sobre isso. Porém, neste ano eu tenho lutado mentalmente. Eu sempre corri porque eu amo isso e quero muito vencer, mas esta temporada foi diferente pra mim. Colocar minha cabeça no jogo a cada semana já não era o mesmo e alinhar no gate e poder me concentrar como sempre fiz no passado era simplesmente diferente. Eu nunca pensei que chegaria ao ponto no qual precisaria me convencer a largar em uma corrida, mas foi assim pra mim e a verdade é que isso me incomoda muito. Eu poderia facilmente pegar o pagamento e correr para terminar a corrida, mas esse não sou e não é como eu quero correr ou como quero ser lembrado. Eu disse no pódio em Las Vegas há uma semana e meia atrás que essa vitória de campeonato significava mais do que todos os meus títulos do Supercross porque a verdade é que eu precisei lutar mais forte por ela. Não necessariamente por causa das batalhas dentro da pista, essas foram boas e difíceis, mas porque eu precisei me esforçar mentalmente como nunca antes para fazer o trabalho. E sair no topo e assegurar o título do campeonato pela terceira vez consecutiva é uma benção inacreditável pela qual estou incrivelmente orgulhoso. Eu amo correr e amo nosso esporte, mas eu sinto em meu coração que estou pronto para me afastar – feliz, saudável e me sentindo completamente abençoado. Eu realizei tudo que me propus a fazer e muito mais. Apesar de estar me afastando das corridas, eu ainda pretendo estar envolvido no esporte e continuar tentando a torná-lo melhor na qualquer forma que puder. Esse esporte me abençoou além do que se pode acreditar e serei eternamente grato pelas lembranças que fiz e pelas amizades que criei ao longo do caminho. Com este capítulo da minha vida chegando ao fim, estou animado para ver o que o próximo capítulo tem reservado para mim.” 

Stefan Pierer (Chefe Executivo do Grupo KTM): “Por seis anos, Ryan tem sido parte da família KTM, começando em 2012 quanto veio para KTM seguindo Roger De Coster. Desde então, Ryan escreveu uma parte muito importante de nossa história e junto com Roger eles trouxeram a KTM ao ápice do esporte em todo o mundo. Ryan é excepcional. Seu desempenho e sua personalidade levaram a KTM ao próximo nível e nós o agradecemos por isso. Nós desejamos a ele tudo de melhor no próximo passo e estamos muito felizes em procurar por seus próximos objetivos ambiciosos na família KTM.”

Pit Beirer (Diretor KTM Motorsports): “Primeiramente eu gostaria de parabenizar Ryan por esse título surpreendente do Supercross 2017. Foi uma luta difícil, mas no final ele levou o título para casa para nossa família KTM e isso nos deixa muito, muito orgulhosos. É  legal para nossa Companhia trabalhar com um atleta como Ryan, que traz sempre 100% para a marca. Ryan fez história para a KTM, ele venceu nossa primeira corrida e nosso primeiro título de Supercross, e junto com a equipe norte-americana foram peças que mudaram o jogo. Estou ansioso para trabalhar com Ryan no futuro para manter nossa equipe de primeira classe na mesma posição e procurar por jovens pilotos, que tenho certeza que ele nos dará a mão direita.”

Roger De Coster (Chefe de equipe da Red Bull KTM Factory Racing): “Tem sido uma honra trabalhar com Ryan por mais de 10 anos juntos. Neste tempo ele nunca falhou em terminar um campeonato no pódio e eu posso dizer que nunca trabalhei com um piloto que levava seu trabalho tão a sério. Este é o fim de uma era, mas nós sabemos que Ryan permanecerá envolvido com nossa equipe embora isso ainda não esteja completamente definido ainda. Ele já começou a ajudar Marvin a se preparar para o Motocross e nós estamos animados para continuar nosso relacionamento com ele. Nós desejamos a Ryan e Lindsey tudo de melhor para seu futuro.” 

Assista a coletiva e as últimas famosas palavras de Ryan Dungey

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Desenvolvido por GetFly