Jean Ramos vence 2ª etapa do Arena Cross Brasil 2017

Por Yamaha Geração Monster Energy | Foto por Victor Silva | 25 de junho de 2017 - 16:50

Vitória em Criciúma, Santa Catarina, mantém piloto da Yamaha Geração Monster Energy na liderança do campeonato

Jean Ramos, da Yamaha Geração Monster Energy, foi o grande vencedor da 2ª etapa do Arena Cross 2017, realizada neste sábado, 24, em Criciúma, Santa Catarina.

Nas três corridas da noite, o piloto ganhou o duelo 1×1, ficou em terceiro na primeira bateria depois de uma prova de recuperação por causa de uma queda no início, e venceu a bateria final.

Com os resultados, abriu 18 pontos de vantagem na liderança do campeonato sobre o inglês Adam Chatfield e o paulista Hector Assunção, que estão empatados na segunda colocação.

Fabio Santos, que também compete pela equipe Yamaha, teve um sábado mais complicado. Uma queda nos treinos prejudicou seu desempenho por causa de uma pancada na perna e ele acabou na 11ª colocação.

Resultados de Criciúma (Top 5)

Pró – soma das duas baterias
1. Jean Ramos (37 pontos) – Yamaha Geração Monster Energy
2. Hector Assunção (30 pontos)
3. Paulo Alberto (30 pontos)
4. Adam Chatfield (28 pontos)
5. Humberto Martin (27 pontos)

Classificação do campeonato

1. Jean Ramos / 59 pontos – Yamaha Geração Monster Energy
2. Adam Chatfield / 41 pontos
3. Hector Assunção / 41 pontos
4. Paulo Alberto / 40 pontos
5. Jetro Salazar / 36 pontos
6. Humberto Martin / 34 pontos
7. Marcello Lima / 28 pontos
8. Dudu Lima / 27 pontos
9. Lucas Dunka / 21 pontos
10. Caio Lopes / 18 pontos
11. Fábio Santos / 14 pontos – Yamaha Geração Monster Energy
12. João Ribeiro / 12 pontos
13. Leandro Pará / 10 pontos
14. Thales Villardi / 9 pontos
15. Mattis Karro / 2 pontos

JEAN RAMOS #1
1º lugar

“Caí na primeira bateria e vim de trás com incentivo do público. Acabei em terceiro e com isso sabia que poderia buscar a vitória na segunda bateria. Troquei o lugar no gate para a segunda largada e saí bem. O Adam (Chatfield) saiu um pouco melhor, eu sabia que ele estava rápido, então aguardei algumas voltas, passei ele, mas depois fui um pouco atrapalhado pelos retardatários. Infelizmente fiz uma manobra arriscada e acabei batendo no João (Ribeiro), minha moto travou e o Paulo (Alberto) me passou. Me recuperei e comecei a pressionar ele (Paulo Alberto) pela liderança. Faltando 5min, ele cometeu um erro, bati nele sem querer, ele caiu, parei, desviei dele, e segui para vencer. Foi um bom resultado para o campeonato porque abri alguns pontos. Estou feliz com minha pilotagem e com minha moto. É manter o foco para defender o título.”

FABIO SANTOS #4
11º lugar

“No treino cronometrado, caí no início e machuquei a perna. Fui para as corridas, mas larguei mal e tentei me soltar na pista, andar redondo. No meio da prova me soltei, andei melhor, mas acabei caindo duas vezes. Quanto a pancada na perna, acredito que não seja nada grave. Acho que nesta semana já volto a treinar.”

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Desenvolvido por GetFly