Serrano Líder MX/Biker de Motocross teve etapa de luxo em São Leopoldo

Por Sílvio Bilhar | Fotos por Sílvio Bilhar | 02 de julho de 2017 - 6:42

O Serrano de Motocross Amador teve sua 3ª etapa em São Leopoldo. As disputas do dia 18 de junho se deram na pista do antigo Frigorífico Rost  (Onde ocorrera a etapa do gaúcho em aproximadamente 15 anos atrás) e contou com mais de 180 pilotos com um público estimado em 2.500 pessoas. No domingo 2/07 é em Coblens/Carlos Barbosa.

A categoria MX4 teve Eduardo Timm largando na ponta  seguido de Gustavo Visoto e mais adiante Marcos Müller, O Milão. Na 4ª volta a liderança era alternada entra Visoto e Tim, Milão, Carlos Kettermann e Sergio Fernandes estavam no 1º pelotão. Vindo de trás, Rodrigo Gonçalves encosta no líder e na 5ª volta assume a ponta para vencer a etapa. Rodrigo venceu com Milão e Timm em seguida.

Em seguida a Over 35 teve Rafael Valentini largando na ponta com Astor Maldaner e Dirceu da Luz em seguida. Rafael tem problemas na moto e Astor assume a liderança para vencer. Roni Peterson veio de 4º lugar para chegar em 2º e Dirceu foi 3º na prova.

Na Importadas Iniciantes o duelo entre Gedielson Sá, que largou bem, e o líder Evandro Cagliari , terminou com Sá na primeira posição, Evandro em 2º. Nas voltas iniciais o pelotão da frente era composto com os pilotos Emerson Numes, Daniel Hunhoff , Guilherme Dallacqua e Pedro Magero mais atrás. Pedro com problemas não completa a prova. Guilherme que largou no pelotão principal chegou em 3º.

Por sua vez a Nacional iniciantes teve Fernando Zillio em 1º com Gabriel Cardoso em seu encalço e Maicon Jacaré em seguida. Um tombo na volta inicial tirou pilotos da disputa que foi vencido por Fernando  e Cristian Ryan em prova de recuperação com a 3ª colocação.

A MX3 para pilotos com 35 anos Teve Rodrigo Gonçalves puxando a frente com Julio Flasch, Rafael Escobar,Eduardo Timm na primeira volta da prova. Rodrigo abre grande vantagem e vence com facilidade. Júlio se mantém bem na prova e chega em 2º com Rafael em 3º no pódio da etapa.

Nícolas de Oliveira não deu mole pra ninguém, largou na frente da 230cc com Bruno da Luz em seguida. Os dois travam um duelo nas voltas iniciais, mas Nícolas abre, e administra até a quadriculada com Francis Kremer em 2º, ele que buscou a ultrapassagem em cima de Bruno, o 3º colocado em São Leopoldo.

Na MX1, o piloto Líder MX, Rodrigo Galiotto largou bem com Deivid Chies, O Chumbinho em 2º, com Júlio Flach e mais atrás Rodrigo Gonçalves. Galiotto acelera, se mantém na frente e salta dando show de entortadas. Chumbinho administra chegando em 2º com Gonçalves em 3º.

Na MX2, Ândrio Seben e José Felipe Mombach dividem a curva um seguidos de Leonardo Sebben, Pedro Magero e Leonardo Menegat, O Bibit. Mombach – Campeão gaúcho MX1 e MX2 em 2016 abre grande vantagem e vence com facilidade a etapa. Leonardo Bibit buscou recuperação e foi 2º com Ândrio, o retorno chegando em seguida.

Na MX 45, Eduardo Tim fez mais um hole shote seguido de Carlos “Nazysta” Kettermann em 2º, Ademir Dallacqua em 3º, Marcos Müller em 4º e Sergio Frenandes na 5ª posição. Marco Muller busca posições, e chega na liderança em 4 voltas. Marcos venceu a etapa com Timm em 2º e Serginho Fernandes em 3º com muita recuperação. O piloto da casa Giovane Binho fez duelo com Dallacqua somando 14 pontos, um a menos que a fera Ademir Dallacqua na 45.

Na prova Vanderlei Bambam e Pedro Xanto em disputas particulares e trocas de posições. Melhor para Bambam.

A Força Livre Nacional praticamente foi um espelho da categoria 23occ, com Nícolas Oliveira largando na ponta, entretanto Francis Kremer veio em 2º com Bruno da Luz. Gabriel Cardoso e Fernando Zílio completando o pelotão de número um. Nícolas usou da experiência e logo tratou de abrir uma razoável vantagem deixando a briga pelo 2º lugar para Francis, Bruno e Gabriel. Nícolas fechou a prova em 1º, Bruno buscou o 2º lugar e Kremer o 3º. Gabriel ainda segurou Fernando que ao somar 16 pontos ainda se manteve como líder na categoria. Nessa categoria temos que registrar um fato legal, mostrado na foto da largada, que foi a presença do pai Dirceu Maçariol da Luz, O Moka e seu Filho Bruno da Luz que nem era nascido quando o pai, hoje um veterano no esporte começou a correr pelas pistas do RS.

Na Força Livre Importada, José Felipe Mombach mostrou que está em boa fase, largando na frente e vencendo de ponta a ponta. Rodrigo Galiotto também fez uma boa apresentação chegando em 2º com Deivid Chies, O Chumbinho em 3º e assim se mantendo na liderança da competição. Leonardo Bibit e Leonardo Tenedini completaram o pódio.

 

Na Júnior o líder Willian Abdalag venceu de ponta a ponta seguido de Felipe Tenedini e Rafael Luvison.

O evento chegava ao final, quando um vento frio e uma chuva fina chegavam na sobre a pista. Com isso a Nacional Intermediária foi cancelada e as Intermediárias MX1 e MX2 entraram juntas na pista. Na intermediária MX2 Evandro Cagliari largou na frente com Daniel Hunhoff em 2º. Evandro venceu a prova de ponta a pinta seguid de Daniel e Sandro “Maninho”, piloto da casa que contava com a torcida local ainda presente no evento. Na Intermediária MX1, o vencedor foi Adriano Siqueira com João Alberto Schneider em 2º lugar.

A Produção e divulgação ficou a cargo de Jair Ribeiro e sua equipe, com o apoio do piloto Vanderlei Bambam e demais patrocinadores já mencionados anteriormente. Cenografia, organização e cronometragem a cargo de Dirceu Chies e sua equipe.

 

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Desenvolvido por GetFly