William Guimarães repete título na MX3 na 2ª etapa do BR de Motocross

Por Mariah Morgado | Fotos por Tiago Lopes/CBM | 29 de julho de 2017 - 18:20

A segunda categoria em disputa na 2ª etapa do Brasileiro de Motocross, neste sábado (29), em São José-SC, a MX3, foi marcada por emoção até o final. O paranaense William Guimarães ultrapassou o catarinense Milton Becker, o Chumbinho, na última volta e repetiu o primeiro lugar da etapa de abertura, em Cornélio Procópio-PR, se isolando ainda mais na liderança com 50 pontos e 18 de vantagem para o segundo colocado, Erivelto Nicoladelli.

“Eu vinha numa tocada consistente atrás do Chumbo, vendo o traçado dele e quando faltava duas voltas apertei um pouco mais e na costela ali ele colocou por dentro e eu sabia que por fora era mais rápido. Aí entrei por fora e foi onde tive a felicidade de ultrapassá-lo e ficar com o primeiro lugar”, destacou o líder isolado da MX3.

O paulista Vinícius Borgarelli herdou a segunda colocação de Chumbinho, que não estava inscrito no Nacional e correu apenas pelo Estadual. O mineiro Diogo Guedes, que liderou boa parte da prova no início, acabou na terceira posição. Os catarinenses Erivelto Nicoladelli e Richard Berois, responsável pela reforma na pista do Motódromo Marronzinho, completaram o pódio na quarta e quinta colocação, respectivamente.

“Eu comecei a treinar mais forte esse ano para correr o Mineiro, andei bem nas duas primeiras etapas e resolvi correr em Cornélio Procópio e vim aqui também. Mas as pistas em Minas não têm tanto buraco como essa aqui, essa pista estava muito dura. A moto está perfeita, mas faltou gás mesmo. Liderei 12 minutos, mas já começou a debater a moto, aí comecei a andar mais redondo para segurar o pódio”, explicou Guedes.

Mas a emoção não ficou só dentro das pistas na MX3. Na premiação, o multicampeão Antônio Jorge Balbi Jr., que sofreu um grave acidente na temporada passada, foi o escolhido para entregar o troféu para o companheiro de equipe William Guimarães. “Sou muito fã dele, ele anda demais. Fui lá chamá-lo porque essa vitória sem ele não teria o mesmo valor, eu me inspiro muito na tocada dele”, ressaltou Guimarães, que espera fazer um bom resultado na próxima etapa em Extrema-MG, no próximo fim de semana, para seguir na ponta. “Vou ver se consigo treinar pelo menos um dia essa semana para fazer uma boa corrida lá, pontuar e tentar aumentar a vantagem”, projetou.

Neste domingo, terão as provas das categorias MX1, MX2, MX2 Jr., MX4, MX5, MX Jr. E 65cc. Na MX1, a principal categoria com motos de 450cc, o espanhol Carlos Campano, que corre no Brasil desde 2012, confirmou o favoritismo e fez o melhor tempo no treino cronometrado de sábado. Na MX2, o paulista Fabinho dos Santos foi o dono da melhor marca. Na MX2 Jr., Leonardo Cassarotti foi o primeiro no treino cronometrado. Milton Becker teve o melhor tempo nas categorias MX4 e MX5, que são disputadas simultaneamente. Na MX Jr., o gaúcho Bruno Schimtz fez a melhor marca. E, na 65cc, o catarinense Gabriel dos Santos foi o primeiro.

5 primeiros da prova:

1º William Guimarães

2º Vinícius Machado

3º Diogo Guedes

4º Erivaldo Donizete

5º Richard Berois

Classificação geral

1º William Guimarães 50 pontos

2º Erivelto Nicoladelli 32 pontos

3º João Paulo de Camargo 31 pontos

4º Fabio Festi 30 pontos

5º Vinícius Borgarelli 23 pontos

Veja a classificação completa em: http://cbm.esp.br/sistema/classificacao.php?campeonato=413&ano=&organizador=CBM&idModalidade=13

O Campeonato Brasileiro de Motocross terá patrocínio de Honda, Yamaha, Rinaldi e IMS. A temporada ainda terá o apoio da Mobil.A etapa conta com patrocínio local de Blade Energy e Grupo Geração.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Desenvolvido por GetFly