Após Vista Alegre do Prata pilotos do veloterra retornam a Teutônia

Por Sílvio Bilhar | Fotos por Sílvio Bilhar | 26 de agosto de 2017 - 3:48

O veloterra da André produções retorna à Teutônia nesse final de semana. A etapa de fevereiro dentro da pista ao lado da Associação Languirú (Com o Box no camping da Associação) foi pela Copa Summer agora é pelo regional e com pista 35% maior. Veja como foi a etapa da serra.

Vista Alegre do Prata recebeu a 4ª etapa do Regional Centro/Serra de Veloterra. Os duelos de 2 de julho aconteceram em todas as 17 categorias e registraram pilotos vencendo a 4ª etapa consecutiva, foi o caso de Augusto Wenning na 55cc que foi seguido de Vitor Weizenmann.

Ainda nas categorias de base, a 65cc foi vencida por Bruno Severo, e ele é o 4º vencedor em 4 etapas da categoria, mostrando a regularidade na categoria. Tiago Santin chegou em 2º com Gabriel Berlatto, Arthur Cunico e Alex Secco os cinco na prova e na mesma posição do campeonato.

A nova categoria da competição, a feminina está empatada na liderança entre duas irmãs. Em Vista Alegre do Prata Doris Schneider superou a Irmã Dora e igualou nos 87 pontos. Dora Chegou em 2º seguida de Angélica Laimer, Marina Zauna e Sheila Capelari.

Disputada com motos até 200cc, a Categoria Promocional teve a 3ª vitória de Luis Henrique da Silva que se isolou na liderança do regional. Leonardo Boaro veio em 2º com Cassiano Santin, Diego Trois e João Pedro “Pedra” da Silva completando o pódio.

Márcio Alarcon se manteve na liderança com o 2º lugar, posição conquistada ao chegar atrás de Carlos Lorenzzini que voltou a vencer uma etapa da VX3 Nacional na 4ª etapa e com isso chega aos 47 pontos e ainda mantém o sonho do título. Em seguida chegaram Jonas Krugel e Marco Farias que também subiram no pódio.

Outra categoria que está assim “Pau a pau”, é a Novatos Nacional em que o líder e vice- líder tem duas vitórias cada um. Na etapa foi a vez de Gustavo Campos vencer a prova se voltar a encostar no líder Carlos Lorenzzini que é líder com 88 pontos. O pódio foi completado com Guilherme Santos e Thomas Bissani.

Na Força Livre Nacional, um visitante ilustre deu as graças no regional, trata-se de Júnior Brazaca que anda no Gaúcho da modalidade. Brazaca venceu a disputa tendo o líder Dioy da Costa em 2º, Matheus Basso (andando de nacional), Jonilson da Costa e Pedro Farias.

A 4ª etapa da 4 tempos teve a vitória da fera Jonilson da Costa que superou Alex Alarcon, Dioy da Costa, Júnior Brazaca e Pedro Farias.

Após vencer 3 etapas na Estreantes 230, o líder Marco Weeizenmann somou apenas 14 pontos na prova vencida por Gustavo Campos. O 2º foi Antônio Carlos de Paula, Márcio Graff e Júnior Rockenbach.

Pela 230 Pró, dois pontos separa líder e vice-líder. Jonílson da Costa, o líder chegou em 2º na etapa vencida por Júnior Brazaca. Matheus Basso, Cristian Wildner com Antônio Carlos de Paula na última peça do pódio.

Outro líder que deixou escapar chance de abrir mais vantagem foi na categoria Intermediária VX, em que Eduardo Dessoy chegou em 4º, mas se manteve na ponta da tabela. A presença de Água Santa, Maurício Miorando foi o vencedor seguido de Geferson Macagnan o 2º da etapa. Eduardo Treviso foi 3º e Júnior Pick, que somou 16 pontos pelo 5º lugar na etapa.

Na Serrana Nacional não teve pra ninguém, pois Leandro Fole venceu e praticamente coloca uma mão no título, pois abriu muito em relação ao 2º colocado do campeonato, Tomas Bissani que foi 2º na corrida. Mateus Pelegrini e Marco Marca fecharam o pódio.

Com 100% de pontuação na temporada, João Pedro Roncatto venceu a categoria Júnior e abriu 35 pontos do 2º colocado Marcelo Farias que somou apenas 15 pontos na etapa. Na 2ª posição na prova chegou o montenegrino João “Pedra” da Silva com Bruno Severo, Gustavo Deufel e Kauê Benatto.

Outro piloto que está bem na parada, é Juliano Mercalli que lidera a Serrana Importada após mais uma vitória. Charles da Silva foi 2º e é vice – líder no campeonato. Leandro Fole ficou em 3º, Jeferson Macagnan em 4º com Lenon Favretto na 5ª posição.

Por sua vez a Estreantes Importada teve uma surpresa. Lenon Favretto superou as feras Júnior Pick (2º na etapa) e Felippe Dessoy (3º) e venceu a etapa. Líder Dessoy e Pick tem apenas dois pontos de diferença na ponta da tabela. Giovani Matielo ficou em 4º na prova e Leonardo Turatti o 5º.

A VX3 Importada teve o líder João Marco Lira vencendo a etapa sendo seguido de Roberto Rui, Eduardo Treviso, Douglas Casa Grande na composição do pódio da 4ª etapa.

Na VX2, o piloto de Gentil, Mateus Basso deixou de brincadeira e subiu na importada para vencer na cidade serrana de Vista Alegre do Prata. O Líder Juliano Mercalli fez o que pode chegando em 2º lugar e se consolidando à frente do campeonato, com Lenon Favretto veio em 3º seguido de Júnior Pick e Eduardo Dessoy.

Mateus Basso também veio para vencer a VX1 fazendo aquele duelo da Gaúcho com Antônio Edu Brazaca em 2º. Felipe Dessoy  foi 3º e se aproximou do líder Felipe Pick que não pontuou. Giovani Pick foi 4º colocado na VX1 para motos de até 450cc.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Sílvio Bilhar começou em março de 1995 o jornal O Podium, exclusivo sobre motociclismo, antes disso teve participação durante 3 anos no Jornal Pit Stop (Hoje é Revista). Estudou Relações públicas na FEEVALE em N.Hamburgo, Jornalismo em São Leopoldo e fez diversos curso de aprimoramento, entre eles de Publicidade e Marketing e de Jornalismo Esportivo, cuja aprovação foi com louvor. Ainda hoje é editor e proprietário do Jornal O Podium cujas informações é de ser o único do estilo no Brasil. Assumiu o Mundocross após o falecimento de seu grande amigo Jorge Soares, que chegou a escrever por alguns anos uma coluna no Jornal. Ambos parceiros e colaboradores nos dois veículos. Natural de Montenegro/RS, nasceu em 10 de fevereiro de 1965. Mora a mais de 25 anos em Novo Hamburgo, região da Grande POA no RS.

Desenvolvido por GetFly