Campos Novos abriu domingo o Campeonato Catarinense de Motocross

Por Tiago Wolf/Sílvio Bilhar | Fotos por Tiago Wolf | 10 de março de 2018 - 0:00

A etapa fez parte das comemorações de 137 anos do Município, reunindo grande publico nos dois dias de disputas.
Para essa temporada, a maior novidade foi o entrada da Yamaha como principal patrocinadora, trazendo o programa Blu Cruw, com um série de incentivos aos pilotos privados que correm com a moto azul.
Na pista, grande presença dos Pilotos do Paraná e Rio Grande do Sul , com um total de 6 estados diferentes representados na  etapa de Campos Novos.

Vista aérea da pista em Campos Novos. Público compareceu

Jean Ramos e Fabinho dos Santos foram os destaques nas principais categorias.
Na Mx2, Jean Ramos saiu na frente na largada e imprimiu um forte ritmo desde o inicio.
Fabinho dos Santos, começou na terceira posição, superou Leonardo Cassaroti já no inicio da bateria e foi em busca do líder.
Rafael Faria veio aumentando o Ritmo e superou Leonardo Cassaroti, assumindo a 3ª posição na prova.
Fabinho chegou a pressionar Jean nas ultimas voltas, mas o piloto de Curitiba manteve o ritmo e confirmou a vitória.

Corrida MX1:
Na Mx1, Jean Ramos pulou na frente na largada, seguido de perto por Fabinho dos Santos.
Jean Ramos imprimiu um forte ritmo no começa da bateria, garantindo uma pequena vantagem sobre o segundo colocado.
Maicon Frena fez uma boa largada e se manteve isolado na terceira posição.Leonardo de Souza não começou bem na bateria, mas foi ganhando posições a cada volta e aumentando o ritmo. Fabinho chegou a pressionar o Jean no final da prova, mas Jean reagiu e foi administrando a vantagem.Leonardo que havia caído na Mx2, garantiu o 4ª lugar na Mx1, enquanto Jean confirmou a vitória, pouco a frente de Fabinho.

Jean venceu também a Elite MX

Mx Elite
No final do dia, a categoria Mx Elite reuniu os melhores pilotos da etapa. Jean Ramos repetiu a boa largada, seguido por Rafael Faria e Fabinho dos Santos.
Enquanto Jean seguia sozinho na ponta, a disputa pela segunda posição ficava mais intensa a cada volta.
Fabinho foi insistindo até conseguir superar o Paranaense, e seguiu acelerando em busca do líder.

No segundo pelotão, disputa intensa e várias trocas de posição do inicio ao fim.
Leonardo de Souza, novamente veio ganhando posições, fazendo ultrapassagens a cada volta.
Jean vinha sozinho rumo a vitória, porem acabou errando e caiu sozinho. Fabinho aproveitou o erro do líder e assumiu a primeira posição. Jean conseguiu voltar em segundo, posição que manteve até o final.
Fabinho confirmou a vitória, com Jean em segundo e Rafael Faria fechando os 3 primeiros.
Maicon Frena terminou isolado na 4ª posição, enquanto Leo Souza garantiu o 5º lugar na ultima volta.

Fabinho de boa atuação na abertura do catarinense

Na Mx3. Chumbinho Becker caiu na primeira volta, enquanto Jhonatan Batista disparou na frente e abriu boa vantagem nas primeiras voltas. Chumbinho recuperou até a segunda posição e Jhonatan confirmou a vitória. Leandro Lemos completou com a terceira posição com uma ultrapassagem na ultima volta.

Nas categorias de acesso, destaque para Gabriel Andrigo, que venceu a Junior e a Intermediaria Mx2.
Na Junior Gabriel Mielke chegou a andar próximo do líder no inicio, mas foi perdendo contato e Gabriel terminou isolado na frente. Na Intermediaria Mx2, Pietro Pimentel pressionou o líder por várias voltas, mas acabou deixando a moto apagar e perdeu contato com o líder, e também a segunda posição, que ficou com Gabriel Gesleiter.

O gaúcho Gabriel Andrigo, de Marau que venceu a Junior e a Intermediaria Mx2

Na Intermediaria Mx1, Cassio Anacleto ficou com a vitória. Renan Coldbela venceu a disputa com Walter Tardin e garantiu a segunda posição.

Nas Nacionais, disputas e quebras logo no inicio da bateria. Thalles Nathan aproveitou o problema dos adversários e garantiu a vitória. Cassio Anacleto mesmo com duas quedas ficou em segundo, com Admilton Faria completando os três primeiros.

Cássio competindo e vencendo na Intermediária MX1

Na 55cc, disputa intensa entre Angelo Gonçalves e Eduardo Mielke. Eduardo pressionou por algumas voltas, mas acabou errando e perdeu contato com Angelo que confirmou a vitória. Felipe Tasca completou os três primeiros.

 Na 65cc, Rafael Becker saiu na frente seguido de perto por Garmichel Rodrigues. Rafael conseguiu uma pequena vantagem e acelerou até confirmar a vitória. Vitor Hugo de Borba completou em terceiro.

Becker venceu o duelo com Garmichel na 65cc

As categorias Mx4 e Mx5 correram juntas, com Chumbinho Becker vencendo a Mx4 e Cleiton Detoni venceu a Mx5.

O experiente Cleiton Detoni venceu a MX5

A 2ª etapa da competição, acontece nos dias 07 e 08 de abril, na cidade de Rancho Queimado SC, junto a 2ª etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Sílvio Bilhar começou em março de 1995 o jornal O Podium, exclusivo sobre motociclismo, antes disso teve participação durante 3 anos no Jornal Pit Stop (Hoje é Revista). Estudou Relações públicas na FEEVALE em N.Hamburgo, Jornalismo em São Leopoldo e fez diversos curso de aprimoramento, entre eles de Publicidade e Marketing e de Jornalismo Esportivo, cuja aprovação foi com louvor. Ainda hoje é editor e proprietário do Jornal O Podium cujas informações é de ser o único do estilo no Brasil. Assumiu o Mundocross após o falecimento de seu grande amigo Jorge Soares, que chegou a escrever por alguns anos uma coluna no Jornal. Ambos parceiros e colaboradores nos dois veículos. Natural de Montenegro/RS, nasceu em 10 de fevereiro de 1965. Mora a mais de 25 anos em Novo Hamburgo, região da Grande POA no RS.

Desenvolvido por GetFly