Pirelli de veloterra chega a Relvado com surpresas e confirmações no campeonato

Por Sílvio Bilhar | Fotos por Sílvio Bilhar | 22 de junho de 2018 - 20:12

Uma das mais tradicionais cidades da serra a receber as etapas de veloterra da André Produções, Relvado retornou com tudo em 2017 e repete em 2018 com a organização da 3ª etapa. As provas ocorreram no dia 13 de maio com a presença maciça dos pilotos do Pirelli Veloterra, o nome oficial do campeonato. Veja como foram os duelos com todas as baterias tendo 8 minutos mais duas voltas.

Largadas espetaculares no Pirelli de Veloterra

 Começando com Serrana Importada em que João Marcos Lira larga bem, não dá chances aos adversários e vencendo sua segunda prova consecutiva e assim assumindo a liderança. Jefferson Macagnan chegou em 2º com Guilherme Siviero em seguida. Roberto Rui e Leonardo Dallagnoll subiram no pódio.

Lira venceu a Serrana Importada

Na VX3 Nacional, quem deu as cartas foi Carlos  Lorenzzini que venceu a prova seguido de Ivan Pilz e Ademir Ten Pass no duelo do começo ao fim. Elisandro Imperatori chegou em seguida.

Lorenzzini levou a prova

Já na 55 B João Vitor Lazzarin venceu e com isso encosta na líder Monique da Silva que chegou em 2º para se manter na ponta do campeonato. Vitor Weizzemann, Pietro Heberts e Davi Pilz subiram no pódio.

Na 55 B João Vitor Lazzarin venceu a 3ª etapa

Na 55 A, quem somou os 25 pontos foi Pietro Heberts com Davi Pilz em 2º, Atus Sgari em 3º e Gabriel Worst em 4º na etapa.

Pietro Heberts é 5/] na 65cc e 2º na 55cc em seu 1º ano no campeonato

Já a VX3 importada veio com a vitória de Roberto Rui voltando a vencer no campeonato. Anderson Alberton chegou em 2º com Dirley Cunha na 3ª colocação, ele que lidera o campeonato com 3 pontos sobre o 2º Paulo Kappes que chegou logo atrás. O pódio ainda teve Jonas Leidens.

Roberto Rui#66 venceu a disputa contra Dirley e Alberton

Pela 65cc, os 25 pontos foram para Gabriel Bilhar que venceu e segue líder, Alex Secco chegou em 2º e somou 22 pontos na etapa.

Gabriel venceu e é líder no veloterra

A Serrana Nacional teve três vitoriosos em 3 etapas, e nem um deles está na parte alta da tabela. Em Relvado foi a vez de Vinícius Eberle levar a categoria, mas o líder é Gustavo Gusberti que chegou em 2º. Wagner Siviero foi 3º com Melquesedeque Tavares chegando em 4º e Maurício Marostica em 5º na 3ª etapa.

Vinícius #1 foi o 3º piloto a vencer a Serrana Nacional

Na Estreantes Importadas, Cristofer  Meert largou na frente com Lucas Turatti em segundo. Samuel Fontana, Dirley Cunha e Rafael Ritter no pelotão da frente. A liderança não muda de mão com a vitória de ponta a ponta de Cristofer e Lucas em 2º. Dirley busca a 3ª posição com Jonas Andreazza em 4º e Rafael subindo em 5º no pódio.

Cristofer  Meert venceu de ponta a ponta

Logo em seguida veio a 230 pró, uma das baterias mais esperadas da etapa e quem largou na ponta foi Gustavo Gusberti seguido de, Alex Alarcon  e Jonilson da Costa na volta inicial. Na volta seguinte Gustavo Campos busca recuperação e vem em 3º lugar em prova de recuperação. Alex já era o líder com Jonilson em 2º em duelo interessante. Gusberti cai para 4º, mas fica no pelotão. Alex administra, vence a prova com Jonilson em 2º ele que mantem  a liderança do campeonato. Campos chegou em 3º, Gustavo em 4º e Diego Lazzari em 5º lugar.

Com a moto do amigo Guga, Alex venceu o duelo com Dioy

Promocional veio em seguida com Vagner Pierezan largou na ponta para assim ficar do começo ao fim. Guilherme Godoy largou em 2º mas perdeu uma posição para Leonardo Zanatta, o atual líder da competição. O pódio ainda teve Uillian Frantz em 4º lugar e Willian Almeida em 5º na etapa e com isso perde a liderança da categoria.

Vagner #129 largou na ponta e venceu a promocional

Pela VX1 Força Livre a vitória foi do líder Felipe Pick de ponta aponta seguido de Andrius Capitani em 2º, Jefferson Macahnan em 3º, Com Roberto Rui e Leonardo Turatti vindo na 5ª posição. Pick abre agora 13 pontos a frente da categoria.

Largada da VX1 com o líder Felipe Pick #125 em 1º

Na 230 estreantes, Vagner Siviero larga na ponta com Luan Feltrin, Leandro Costa na primeira meia volta. Mas a liderança já muda de mãos na mesma volta com Luan assumindo a frente da bateria. Feltrin vence a 3ª prova seguida, com Leonardo Zanon em 2º em prova de recuperação, o mesmo com Diego Lazzari que chegou em 3º na etapa. Rafael Grande chegou em 4º e Leandro Costa o 5º na categoria.

Luan Feltrin #183 venceu a Estreantes 230 cc

Na 4 tempos o duelo eletrizante entre Dioy da Costa e Alex Alarcon foi oque se viu na etapa. Dioy vinha de duas vitórias, mas em Relvado foi Alex quem levou a taça, com Dioy que chegou em 2º e se manteve líder. Pedro farias que a cada prova vem andando muito bem, ficou em 3º seguido de Carlos Lorenzzini e Gilmar Sehn.

Dioy chegou em 2º mas ainda é líder da 4 Tempos

Cristofer  Meert chegou a liderança com 1/3 de prova transcorrida e com isso não largou mais para vencer sua segunda categoria da tarde. Lucas Turatti veio em 2º com o líder Andrios Capitani em 3º. O Podium ainda teve Leonardo Turatti e Ânderson Alberton, que contava com grande apoio da torcida local, a maioria parentes visto que seus avós são do município.

Mesmo em 3º Capitani segue líder da Intermediária Importada

Guilherme dos Santos deu na veia na Novatos Nacional, largou puxando a fera Luan Feltrin e Vagner Siviero. Mais atrás Jean Moraes. Guilherme abre boa vantagem a partir da 3ª volta com Luan em seu encalço. Nesse momento, Vinicius Eberle já vinha chegando e buscando posições. Guilherme faz ponta a ponta em sua 3ª vitória. Eberle vai a 2º com Leonardo Zanon que também fez prova de recuperação. Luan ficou em 4º com Jean na 5ª colocação.

Guilherme dos #2 venceu em Relvado

A Júnior não teve pra ninguém,João Pedro Roncatto largou na ponta para buscar a 3ª vitória na categoria. Em 2º chegou Tiago Santin que também segurou a posição com duelo com Gabriel Bilhar, o 3º na prova. Alex Secco e Alex Santos completaram as peças do pódio.

Roncattinho não deu mole na Júnior

A fera Diego Lazzari fez o hole shote na Intermediária 230cc. O pilot de Soledade não abriu mão da liderança até vencer a etapa de ponta a ponta. Rafael Grandi foi 3º seguido de Robson Santos, Breno Titton e Lucas Tornerzan. Diego abre boa vantagem no campeonato.

Diego venceu de ponta a ponta

A VX2 teve um fato curioso, o líder do campeonato Felipe Pick  vacila na largada, a moto não liga e ele sai por último fazendo prova de recuperação. Na ponta Rafael Ritter e Anderson Alberton vinha em duelo alucinante. Pick a cada volta busca posições e com 2/3 de prova assume a liderança para vencer a 3ª prova do ano. Alberton chega em 2º com Ritter em 3º, Jonas Andreazza em 4ª e Leonardo Turatti também no pódio.

Ritter esteve líder da VX2 em Relvado, mas Pick venceu

A Força livre Nacional teve aquele duelo de arrepiar entre Dioy da Costa que largou na ponta mas foi superado ainda na volta um por Alex Alarcon. Pedro farias encostava mas não conseguia a ultrapassagem por diversas voltas. Alex leva a #42 a vitória com Dioy em 2º, Farias em 3º, a fera Gustavo Campos em 4º e mais atrás Carlos Lorenzini, o Nanico.

O Podium da FL Nacional. Pilotos se encontram nesse domingo 24 em Montenegro

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Sílvio Bilhar começou em março de 1995 o jornal O Podium, exclusivo sobre motociclismo, antes disso teve participação durante 3 anos no Jornal Pit Stop (Hoje é Revista). Estudou Relações públicas na FEEVALE em N.Hamburgo, Jornalismo em São Leopoldo e fez diversos curso de aprimoramento, entre eles de Publicidade e Marketing e de Jornalismo Esportivo, cuja aprovação foi com louvor. Ainda hoje é editor e proprietário do Jornal O Podium cujas informações é de ser o único do estilo no Brasil. Assumiu o Mundocross após o falecimento de seu grande amigo Jorge Soares, que chegou a escrever por alguns anos uma coluna no Jornal. Ambos parceiros e colaboradores nos dois veículos. Natural de Montenegro/RS, nasceu em 10 de fevereiro de 1965. Mora a mais de 25 anos em Novo Hamburgo, região da Grande POA no RS.

Desenvolvido por GetFly