Capoeiras MG e André Produções fazem Pirelli Veloterra em Nova Prata

Por Sílvio Bilhar | Fotos por Sílvio Bilhar | 19 de outubro de 2018 - 21:12

Nova Prata recebeu em 30 de setembro a 8ª etapa do Pirelli regional de veloterra. O local foi o motódromo do Capoeiras MG de Trilheiros que junto com a André Produções realizou pela primeira vez uma etapa do veloterra no traçado alternativo da pista. O público atendeu ao pedido e veio em peso tornado o espetáculo ainda maior.

A categoria Serrana Importadas deu início as disputas com João Marcos Lira largando na ponta, fazendo o hele shote seguido de Dirlei Cunha e Roberto Todeschini que com Felipe Dal Prá e Arthur Giuriatti completavam o pelotão principal. Lira e Dirlei abrem vantagem a partir da 3ª volta. Ambos administraram a corrida com Arthur que chegara ao 3º lugar no começo de prova. Dal Prá em 4º e Deivid Chaparini em 5º completaram o pódio.

 

Em seguida a 55 cc B para graduados teve Victor Weizzenmann largou na ponta, seguido de Pietro Heberts em 2º, Davi Pilz em 3º com Vitor Lanzarin logo em seguida. Pilz segura oque pode, mas Lanzarin assume a posição e na volta seguinte chega ao 2º posto. Pilz, Pietro e Wellington Rui duelam e trocam de posição na metade da corrida. Weizzemann venceu com Lanzarim em 2º lugar. Pietro chegou em 3º com Rui em 4º e Arthur Tonin na 5ª peça do pódio.

Em seguida veio a Serrana Luan Feltrin largou na frente tendo em seu encalço Ricardo Gusberti, Júnior Rochembach, Melquesedeque Tavares e Marcos Lorenzetti completando o pelotão inicial. Tavares voa e ao fazer uma volta rápida ultrapassa Júnior e chega ao 3º lugar. Na ponta Luan e Gusberti andavam colados.  Nas voltas finais Luan faz 3 voltas rápidas para vencer a etapa. Gusberti, Tavares,Rogério Casa Grande e Júnior completaram o pódio.

Um tombo com o líder Ivan Pilz na VX3 Nacional mudou toda a história da corrida. Carlos Lorenzini que vinha em seguida se enrosca mas sai duelando com Ademir Tem Pass. A volta é protagonizada com o duelo dos conterrâneos. Ademir é líder com Lorenzini já na 2ª volta. Pilz faz prova de recuperação após o tombo. Ademir segura Lorenzini até a quadriculada. Elisandro Imperatori chegou em 3º com Misael Drum e Ivan Pilz nas cinco peças do pódio.

Na 55cc A, Davi Pilz soma os 25 pontos da vitória, já Pietro com o 2º lugar na categoria chega agora em 137 pontos e Arthur Tonin foi 3º na categoria e somou 20 pontos com Vítor Farias na 4ª colocação.

Antes do intervalo para o almoço a VX3 importada entrou na pista e o grande vencedor foi Dirlei Cunha que se manteve líder da categoria. Paulo Kappes que chegou em 2º é o vice-líder. Na prova tivemos Roberto Todeschini, Diego Piretto e Roberto Rui no pódio.

 

Na parte da tarde, Arthur Giuriatti venceu sua primeira prova da temporada, na categoria Estreantes Importadas. O piloto da Casca superou Gabriel Poletto que chegou em 2º, ele que pontuou pela 1ª vez na categoria. O líder Rafael Ritter chegou em 3º com Deivid Chaparini e Maicon Duz.

Por sua vez, Guto Campos é cada vez mais líder na 230 Pró ao vencer a 8ª etapa. Ricardo Gusberti que é vice-líder chegou em 2º e ainda busca o título. Diego Lazzari chegou em 3º, Melquesedeque Tavares foi o 4º e Rogério Casa Grande o 5º.

 

Na Promocional até 200 o vencedor veio de Espumoso e com isso assumiu a liderança, visto que Guilherme Godoy, líder até então, chegou em 6º lugar somando apenas 15 pontos. Na etapa, João Beneduzzi foi 2º, Leonardo Bianchi o 3º, Leomar Fleck o 4º e Roberto Godinho o 5º colocado em Nova Prata.

Felipe Pick não vacilou e ao vencer a etapa da VX1, aumentou um pouco mais sua vantagem sobre Ândrius Capitani que é vice-líder e chegou em 2º. Diego Peretto foi 3º com Júnior Frantz em 4º.

Na Estreantes 230 Luan Feltrin vem massacrando e venceu novamente chegando a 175 pontos e abre muito do 2º colocado que foi mal na etapa. Na etapa o pódio foi completo com: Júnior Rochenbach, Marcos Lorenzzeti, Leonardo Zanon e Maurício Ozelame.

Na 65cc, Gabriel Bilhar que corre no domingo em casa, venceu mais uma e abre um quarteirão na liderança do campeonato.  Alex Secco que é vice-líder foi 2º seguido de, Gabriel Berlatto e Luan Durante.

Alex Júnior “Caixa D”Agua” venceu sua 5º etapa na categoria e abre bons pontos em busca do título. Carlos Lorenzzini foi 2º com o vice-líder Dioy da Costa em 3º. No pódio ainda subiram Gustavo Campos e Diego Lazzari.

Na Intermediária Importada, Arthur Giuriatti superou o líder Ândrius Capitani que chegou em 2º. Com larga vantagem Capitani fez uma prova sem riscos. O vice-líder nãopontuou e ele abriu mais vantagem ainda. O 3º colocado na etapa foi Diego Peretto, o 4º Paulo Kappes e Roberto Todeschini completou o pódio.

 

Luan Feltrin venceu e colocou fogo de vez no campeonato, visto que o líder Guilherme dos Santos chegou em 5º e agora ambos empatam com 161 pontos. Em Guaporé o bicho vai pegar. Na etapa tivemos Malquisedeque Tavares em 2º Rogério CasaGrande em 3º e Maurício Ozelamo em 4º lugar na corrida.

O Campeonato da Júnior está acirrado, em Nova Prata João Pedro Roncatto venceu seguido de Kauê Benatto que não disputa a liderança. Já Gabriel Bilhar com o 3º lugar se manteve líder. Gustavo Feltrin chegou em 4º e Gustavo Maldaner em 5º.

Pela Intermediária 230, Diego Lazzari venceu a prova e já colocou um dedo na taça. Guilherme dos Santos que não desistiu chegou em 2º com Emerson Barboza em 3º nessa categoria.

A VX2 teve mais uma vitória de Felipe Pick que vai a cada etapa se mantendo como favorito para vencer em duas categorias no Pirelli de veloterra. Ele venceu a etapa, seguido de Arthur Giuriatti, Daivid Chaparini, Eduardo Araújo e João Pedro Roncatto. O vice – líder Rafael Ritter somou apenas 15 pontos com o 6º lugar.

 Finalizando a etapa, entrou em pista as feras da Força Livre Nacional prova em que o duelo entre Dioy da Costa e Alex Alarcon já é uma tradição e não deu outra, os dois se pegaram na pista com vitória desta vez para Dioy que está em 2º lugar atrás de Alex o 2º colocado na etapa. Mais atrás Gustavo Campos em 3º com Leoni Machio e Fabrício Werling no pódio.

 

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Sílvio Bilhar começou em março de 1995 o jornal O Podium, exclusivo sobre motociclismo, antes disso teve participação durante 3 anos no Jornal Pit Stop (Hoje é Revista). Estudou Relações públicas na FEEVALE em N.Hamburgo, Jornalismo em São Leopoldo e fez diversos curso de aprimoramento, entre eles de Publicidade e Marketing e de Jornalismo Esportivo, cuja aprovação foi com louvor. Ainda hoje é editor e proprietário do Jornal O Podium cujas informações é de ser o único do estilo no Brasil. Assumiu o Mundocross após o falecimento de seu grande amigo Jorge Soares, que chegou a escrever por alguns anos uma coluna no Jornal. Ambos parceiros e colaboradores nos dois veículos. Natural de Montenegro/RS, nasceu em 10 de fevereiro de 1965. Mora a mais de 25 anos em Novo Hamburgo, região da Grande POA no RS.

Desenvolvido por GetFly