Campeões fazem a festa na final da Copa MOCVA em Venâncio Aires

Por Sílvio Bilhar | Fotos por Sílvio Bilhar | 08 de dezembro de 2018 - 7:35

Encerrou mais uma temporada de provas da Copa MOCVA de Veloterra e Motocross Amador. Em meados de outubro, em prova noturna foram conhecidos os grandes vencedores que levaram o troféu de campeão para sua cidade. Após o show pirotécnico a adrenalina correu solta na pista do Parque da Fenachim em Venâncio Aires. Toda a galera do MOCVA em nome do Tomate e do Jaime estão de parabéns pela excelente organização de mais uma temporada. Veja como foi.

Todos os campeões reunidos no Parque do Chimarrão

A espelhinho teve Patrick Hubner largando na ponta mas sendo pressionado por Maicon Lopes no começo. Patrick segura a liderança para vencer a etapa de ponta a ponta seguido de Mauro Shuster  que largou em 4º. Maicon foi 3º. O título ficou com Mauro Schuster.

Na 230 Estreantes Henrique Oliveira foi ponteiro na largada com Jonas da Silva (Dudinha) em 2º e Márcio Kraf em 3º. Dudinha cai, Márcio ultrapassa Henrique para vencer a prova com Henrique em 3º na etapa. Márcio Conquista o título.

 

Na 230 Pró foi a vez de Gustavo Wenning mostrar sua garra e vencer a etapa seguido de Cássio Rossi, uma fera nas pistas. O 3º colocado foi o piloto da casa, Jonas Dudinha da Silva. Gustavo é campeão da categoria.

Gustavo comemora com a família os 3 títulos da temporada

Na Open importadas, Ivan Pilz largou na ponta e liderou quase toda prova, mas faltando duas volta para a quadriculada, Ademir Tem Pass colocou no lado para fazer a ultrapassagem e vencer a etapa. Ivan Foi 2º e Alexandre Luis Pereira o 3º. O campeonato vai para Ademir Tenn Pass.

Na promocional, Odilar Açude Tonelo largou no pelotão da frente, assumiu a liderança ainda na volta inicial e duelou para vencer a grande final. Marlon Schimidt chegou em 2º com Leonardo Zanatta em 3º. Zanatta conquista o título.

Açude voltou bem à Copa MOCVA

Na Força Livre importada a fera Felipe Deloss largou na ponta, fez disputa com Alan Brenner nas voltas iniciais mas venceu de  ponta a ponta. Kevin Haas em recuperação chegou em 2º com Sérgio Zarbielli em 3º. Alan veio logo em seguida. Não teve pra ninguém e Deloss é campeão.

Deloss a fera em atuação

Na Novatos A, Eduardo Dormento Hoffmann largou na ponta com Odilar Açude em 2º e logo assumiu a liderança. Em duelo interessante, Odilar foi ultrapassado mais tarde por Gustavo Deufel que venceu a etapa. Odilar foi 2º com Marlon Shimidt em 3º. O 2º título de Leonardo Zanatta.

Pela Novatos B Henrique Oliveira fez o hole shote mas Tiago Locatelli veio como uma bala para assumir a liderança no final da 2º volta. Tiago venceu a prova seguido de Mariano Malmman e Henrique Oliveira. Tiago Locatelli levou a taça de Campeão.

Locatelli e Henrique – Campeão e vice na largada

Por sua vez a Júnior teve a vitória de ponta a ponta de Henrique Eghi seguido de Djeison Grassel do começo ao fim. Arthur Grassel ganhou uma posição da largada e foi o 3º. Grassel é o campeão 2018.

Na Mirim uma garota surpreendeu os marmanjos e venceu a etapa. Monique Silva superou João Vitor Lazzarin e Victor Weizemann e foi a número um da etapa. O título ficou para Lanzzarim.

Na Infantil foi a vez do mano menor levar o troféu de 1º para Montenegro. Augusto Wenning venceu o duelo contra Diego Müller e Kauan Eckardt 2º e 3º respectivamente. Diego Müller levou o título.

Já na Força Livre Nacional Alex Alarcon largou na ponta com Gustavo Wenning na maior pressão e com eles Ivan Pilz que contava com apoio popular. Alex e Gustavo chegam a trocar de posição em curvas, mas Alex dá o XIS e recuperava. Na finaleira Alex fecha a porta e vence a etapa com Gustavo em 2º e Márcio Graff na 3ª colocação.Wenning fecha outra categoria como campeão.

Pela feminina Marina Zauza mostrou técnica e bom momento para vencer a etapa com Géssica da Rosa em 2º e Monique da Silva em 3º lugar no pódio. Marina leva o título.

Homenagem a Lenz e Troféu de campeã para Marina

A 4 tempos com motos de cilindradas maiores foi quase uma cópia da Força Livre. Com vitória de Alex Alarcon e Gustavo Wenning em 2º. Jefferson de Souza chegou em 3º lugar. E o campeão é Gustavo Wenning.

MOTOCROSS Nacional

A fera continua imbatível nessa categoria. Ismael da Cruz que por vezes já venceu na geral, levou o 1º lugar nas duas baterias valendo pontos para motos nacionais. Djeison Grassel que tem futuro no esporte e já vem apresentando ótimos resultados chegou em 2º com Máciano Venâncio e Pablo Braga logo em seguida. Ismael leva o caneco de campeão.

No Motocross Importadas o domínio foi da galera de Arvorezinha. Sergio Zarbielli venceu a 1º bateria, mas na soma geral das duas provas que subiu no lugar mais alto do pódio foi Tiago Barbizan seguido por Joel Eisermann e Augusto Pompermeier também de Arvorezinha. O título ficou em casa com Joel Eisermann.

Augusto e Joel comemorando a temporada

Pela Classificação da MX3 João Marcos Lira foi o vencedor seguido de Ismael da Cruz e Sérgio Zarbielli. Na MX3 Ismael é o novo campeão.

Na Novos Talentos quem deu as cartas foi Eduardo Wenzel (FRANTZ) que teve Rafael Debald em 2º, Arthur Grassel em 3º, Paolo da Silva e Hernrique Stertz completando o pódio. Rafael Debald é o novo campeão.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Sílvio Bilhar começou em março de 1995 o jornal O Podium, exclusivo sobre motociclismo, antes disso teve participação durante 3 anos no Jornal Pit Stop (Hoje é Revista). Estudou Relações públicas na FEEVALE em N.Hamburgo, Jornalismo em São Leopoldo e fez diversos curso de aprimoramento, entre eles de Publicidade e Marketing e de Jornalismo Esportivo, cuja aprovação foi com louvor. Ainda hoje é editor e proprietário do Jornal O Podium cujas informações é de ser o único do estilo no Brasil. Assumiu o Mundocross após o falecimento de seu grande amigo Jorge Soares, que chegou a escrever por alguns anos uma coluna no Jornal. Ambos parceiros e colaboradores nos dois veículos. Natural de Montenegro/RS, nasceu em 10 de fevereiro de 1965. Mora a mais de 25 anos em Novo Hamburgo, região da Grande POA no RS.

Desenvolvido por GetFly