Pilotos esclarecem em nota a polêmica no Brasileiro Elite MX em Jarinu/SP

Por Sílvio Bilhar/MotoXtreme | Foto por MotoXtreme | 17 de setembro de 2019 - 13:11

Comunicado pilotos MX Elite:

Nós, pilotos da Associação Elite MX, explicamos nas seguintes linhas porque a bateria da categoria Elite foi cancelada na etapa de Jarinú-SP, neste domingo, 15.

Todos nós nos preparamos durante meses para correr sete/oito etapas do Brasileiro de Motocross, e é lógico que gostaríamos de ter competido em 100% das baterias propostas. É para isso que trabalhamos.

Mas a segurança está acima de qualquer título ou vontade de vencer. Somos profissionais e o que estamos fazendo é reivindicar pistas profissionais, que sejam difíceis tecnicamente, mas que sejam seguras, assim como acontece em grandes campeonatos.

Há anos, reivindicamos à Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM) que nossas pistas sejam seguras, construídas com características de Mundial, que o tratamento seja adequado. E muitas vezes reivindicamos em vão, sem sermos atendidos. Inclusive em outros temas como área de box compatível, cumprimento de horários, sinalizadores melhor instruídos, entre outros.

Sabemos das dificuldades do esporte, mas há detalhes que podem ser corrigidos com a estrutura disposta. O caso de Jarinú foi um destes. Pedimos que a pista fosse maior e não fomos atendidos. Pedimos que fosse retirada uma cerca que apresentava perigo em uma curva que facilmente seríamos jogados para fora do circuito e não fomos atendidos. Vários pilotos acabaram batendo na cerca antes que alguma atitude fosse tomada. Pedimos para que não fossem molhadas as subidas dos saltos (um pedido já feito muitas outras vezes, inclusive) e na hora da volta de apresentação vimos que todos estavam molhados, lisos, espelhados.

Ao concluir a volta de apresentação, atletas de altíssimo nível relataram que quase caíram praticamente parados, e então decidiram prezar pela segurança e pedir o adiamento desta bateria. Patrocinadores e chefes de equipe entenderam o pedido e acataram a decisão dos atletas, o que muito nos deixa felizes pelo respeito ao nosso trabalho. Agradecemos imensamente a compreensão e o apoio.

Estamos dispostos a colaborar com CBM e organizadores. Tudo que desejamos é o bem do esporte, e um campeonato grande em todos os sentidos. Melhoras ao Bryan que sofreu graves fraturas.

MATERIAL PUBLICADO NO SITE: MotoXtreme

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Sílvio Bilhar começou em março de 1995 o jornal O Podium, exclusivo sobre motociclismo, antes disso teve participação durante 3 anos no Jornal Pit Stop (Hoje é Revista). Estudou Relações públicas na FEEVALE em N.Hamburgo, Jornalismo em São Leopoldo e fez diversos curso de aprimoramento, entre eles de Publicidade e Marketing e de Jornalismo Esportivo, cuja aprovação foi com louvor. Ainda hoje é editor e proprietário do Jornal O Podium cujas informações é de ser o único do estilo no Brasil. Assumiu o Mundocross após o falecimento de seu grande amigo Jorge Soares, que chegou a escrever por alguns anos uma coluna no Jornal. Ambos parceiros e colaboradores nos dois veículos. Natural de Montenegro/RS, nasceu em 10 de fevereiro de 1965. Mora a mais de 25 anos em Novo Hamburgo, região da Grande POA no RS.

Desenvolvido por GetFly