Pro Tork Gaúcho de Velocross teve final eletrizante em Cachoeira do Sul

22 de dezembro de 2019 - 17:39

Coube a AMOCA trazer para Cachoeira do Sul, na região central do estado trazer a grande final dp Pro Tork de Velocross. Se fora da pista o calor ultrapassava os 40 graus, com os duelos a cada categoria dentro da pista estima-se que a temperatura estava acima dos 50 graus na pista localizada nas dependências da ULBRA, chamada de Arena Ulbra com uma boa estrutura para a realização da etapa gaúcha. No sábado dia 7 algumas baterias já definias títulos em 7 categorias.

Na VX45 e VX40 Nacional Dany Oliveira largou na ponta na geral, duelou com Giovane Pick, chegou a perder a liderança mas venceu a etapa na geral com Giovane Pick e Giovane Coletto em 3º. Com os resultados, Pick é campeão na VX45 e Coletto na VX50.

Pick o campaão na VX45

Pela 55cc A e B, Vitor Lanzzarin largou com tudo e venceu a prova na geral de ponta a ponta. Maria Luiza Chegou em 2º fechando a classe B. Pela A, Antônio Rodrigues foi 1º com Vitor Todeschini na classe A. Lanzzarin é campeão na B e Anthony Dalberto na A.

Na categoria Júnior 2, Pedro Bortolli, pressionou o líder Lorenzo Machado, faz a ultrapassagem na metade final, para vencer a categoria. Henrique Righi ainda chegou em 2º na prova.

Nas VX 45 e VX50 importada, Giovane Pick garantiu a vitória na VX 45 com Edemar Púglia em 2º e na VX50, Amir Tenedini venceu a prova com Fernando Rigol em 2º. Pick lava o título na VX45 e Tenedini na VX50 em 2019.

Na VX4 Nacional, o piloto de Passo Fundo, Luciano De Conto venceu a etapa de ponta a ponta, mas o campeão foi Elizandro Costa, O Costinha que caiu na largada, fez prova de recuperação, chegou em 2º na prova e é campeão da categoria. Jocemar Magni, o 3º na etapa.

A VXF Nacional foi tomada de emoção do começo ao fim. Janaína Todeschini largou na ponta, mas a prova foi vencida por uma visitante, a fera Mozara Bitencourt. A disputa do campeonato se deu entra Janaina que caiu no miolo de pista junto com Kamila Rocha. Janaina levanta rápido, chega em 5º para ser campeão. Na prova Jordana Zuffo e Dora Schneider em 3º.

Por sua vez Maiara Basso foi a campeã na Feminina Importada.

A 65cc teve a vitória do campeão 2019, Caio Holz de ponta a ponta. Gabriel Oliveira chegou em 2º e João Vitor Lanzzarin em 3º.

 

A VX3 Importada Fabrício Ramazzine duelou durante todo ano com Anderson Alberton e na prova final também. Em perseguição Alberton erra, fica pra trás com Ramazzine abre vantagem, mas na curva final é ultrapassado por Sammy Varbano, que não pontua no estado. Fabrício Ramazzine é campeão na categoria.

Já na VX4 importada , o 1º lugar ficou com Edemar Púglia(foto) seguido de Eduardo Treviso com Sandro Meirelles em 3º lugar. Giovane Pick é o campeão da temporada.

Púglia venceu a etapa final

A 230pró e a 230 intermediária andaram juntas.  Jordan Martini largou na ponta, e logo teve assédio de Mauro Brazaca Júnior e Alex Alarcon. Jordan segura Alarcon e depois os ataque de Mauro. Jordan venceu de ponta a ponta, sagrando-se campeão da temporada.

Na intermediária, Viníciuos Rigol venceu e sagrou-se campeão 2019. Luan e Vitor Prade vieram em seguida.

Luciano De Conto largou na ponta da VX3 Nacional; mas Elizandro Costa aperta e faz a ultrapassagem numa grande manobra. Mais tarde, o líder do campeonato abandona com problemas na moto, Anderson Alberto sobe de posições, chega e assume a ponta para vencer a prova final. Costinha e De Conta chegaram em seguida. Alberton foi o campeão da temporada.

Eduardo Bonamigo foi ponteiro na Júnior, seguido de Gabriel Oliveira e Lorenzo Machado. Bonamigo sofre no fim o ataque de Lorenzo, que cai no miolo da pista. Bonamigo venceu e é campeão 2019. Ighor Tessaro chegou em3º na prova.

Na VX2 e Intermediária VX2, Eduardo Tessaro foi o ponteiro na largada, mas não resistiu quando Jordan Martini encosta. Na 3º volta, ainda tivemos Mauro Brazaca Jr. Buscando o 2º lugar. Jordan Venceu, seguido de Mauro e Tessaro na VX2. Lucas Basso andou com o regulamento, chegou em 7º e conquistou o título de campeão da VX2.

Na Intermediária VX2, Lorenzo Machado levou a melhor com Pedro Ceolin Bortoli e Henrique Righi. Maurício Miorando ficou com o título.

Pela Nacional Força Livre, Alex Alarcon largou na frente, teve problemas na moto, caiou para 5º lugar mas conseguiu a façanha de engrenar a máquina andando, buscou o 1º lugar para vencer a etapa. O campeão foi Jonilson da Costa que chegou em 2º lgar na etapa. Ele que não dificultou a ultrapassagem de Alarcon pois andava com o regulamento.

As categorias VX1 e Intermediária VX1, encerraram a 6ª etapa do Pro Tork de Velocross com mais duelos de tirar o fôlego. Mauro Brazaca Jr. Largou na ponta, Antônio Brazaca em 2º, duelo de irmãos que não amoleceram nas disputas. Jordan Martini cai na curva um e faz prova de recuperação. Alex Alarcon vinha em 3º e Lucas Basso em 4º. Uma corrida com muitas alternativas e alternâncias na liderança, terminou com a vitória de Lucas Basso, que comemorou o título também na VX1. Mauro foi 2º e Jordan em Recuperação em 3º na prova,

Na Intermediária, Alex Alarcon andou a frente de Anderson Alberton na briga pelo título. Alarcon foi o campeão da categoria.

Alex foi campeão na categoria

Tabela completa dos resultado do campeonato em:  fgm.esp.br

REALIZAÇÃO: FGM – FEDERAÇÃO GAÚCHA DE MOTOCICLISMO

PROMOÇÃO: AMOCA – MOTO CLUBE CACHOEIRA DO SUL

APOIO: PREFEITURA MUNICIPAL DE CACHOEIRA DO SUL

PATROCÍNIO OFICIAL: PRO TORK, A maior fábrica de moto peças da América Latina; BORILLI RACING, Pneus Off Road – A nossa vida é OFF ROAD; YAMAHA RACING, Concessionárias Moto Sport.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Sílvio Bilhar começou em março de 1995 o jornal O Podium, exclusivo sobre motociclismo, antes disso teve participação durante 3 anos no Jornal Pit Stop (Hoje é Revista). Estudou Relações públicas na FEEVALE em N.Hamburgo, Jornalismo em São Leopoldo e fez diversos curso de aprimoramento, entre eles de Publicidade e Marketing e de Jornalismo Esportivo, cuja aprovação foi com louvor. Ainda hoje é editor e proprietário do Jornal O Podium cujas informações é de ser o único do estilo no Brasil. Assumiu o Mundocross após o falecimento de seu grande amigo Jorge Soares, que chegou a escrever por alguns anos uma coluna no Jornal. Ambos parceiros e colaboradores nos dois veículos. Natural de Montenegro/RS, nasceu em 10 de fevereiro de 1965. Mora a mais de 25 anos em Novo Hamburgo, região da Grande POA no RS.

Desenvolvido por GetFly