Copa MOCVA teve duelos interessantes e pontuação dobrada na etapa final de 2019

Por Sílvio Bilhar | Fotos por Sílvio Bilhar | 28 de março de 2020 - 22:04

A pista do Parque da Fenachim (Festa Nacional do Chimarrão) em Venâncio Aires\ RS foi o palco em fevereiro da etapa final da Copa MOCVA, o campeonato municipal amador de Velocross e Motocross do município. Por uma questão de calendário, visto que a data original era em dezembro mas foi transferido devido às chuvas, a etapa em questão teve peso duplo pois a data também valeu para a abertura da temporada 2020.

 

Na 230 Pró Leonardo Fleck que já estava com uma mão no título, não vacilou e venceu a etapa faturando então 50 pontos. Com isso Fleck é campeão 2019. Na prova Márcio Graff chegou em 2º e Lucas da Rosa em 3º, mas o vice-campeonato foi para Gustavo Coitinho que preferiu não arriscar em participação na etapa.


Já a VX2 o campeão foi decidido a favor de Leonardo Zanon que também somou 50 pontos. Na prova Antônio Paula, O Biguá foi o 2º e no campeonato Henrique Righi de Santa Maria levou a taça.

Já 0s 147 pontos também foi oque somou Patrick Hubner na categoria Espelhinho e deu a ele o título. Mas na pista não tem arrego, pois Willian Hubner não deu bola pro sobrenome, pressionou e chegou em 2º e com isso foi o vice-campeão da temporada. Na prova Maurício Schuster foi o 3º.


Gustavo Deufel acelerou muito e venceu e última etapa da temporada 2019 de categoria 23o Estreantes. O campeão Leonardo Fleck andou com o regulamento embaixo do braço e somando 32 pontos levou mais um caneco ficando em 4º na prova. Fabiel Mattes foi vice. Na corrida Patrick Hubner foi 2º e Marcos Graff o 3º.


Pela Open Júlio Schuk venceu a etapa, mas o tíulo foi para Jecemar Magni que chegou em 2º na etapa após fazer uma prova com planejamento. Luis Antônio Souza foi 3º na etapa.

A Promocional foi vencida por João Beneduzzi que de quebra levou o campeonato. Marlon Shimidt chegou em 2º na prova e Mauro Shuster foi vice e 3º na etapa.


Foi na etapa final que Leonardo Zanon conferiu o título da Força Livre Importada. Ele chegou em 2º lugar atrás da fera Jordan Martini (Campeão Gaúcho 2019). Antônio Biguá foi 3º na prova e Tjones Fritz, o retorno lucrou o vice campeonato.


Foi na calculadora, no detalhe e com a diferença de apenas 2 pontos que Jocemar Magni sagrou-se campeão da Força Livre Nacional. Cleiton Sehn (vice) venceu a etapa e Jocemar chegou em 4º na prova, um susto que foi aliviado com o título. Patrick Kowaut chegou em 2º.


Por sua vez a Novatos A teve a vitória e o título a favor de João Guilherme Beneduzzi, que havia vacilado na 5ª etapa, mas veio com tudo na grande final vencendo e sagrando-se o grande campeão 2019. Arthur dos Santos chegou em 2º e comemorou o vice campeonato Com Leonardo Zanatta chegando em 3º na corrida.

A Novatos B entrou na pista com Willian Tim e Cleito Sehn disputando o título. Willian venceu ao somar 50 pontos e sagrou-se campeão ao passo que Cleito ficou em 4º lugar na etapa com 32 pontos e ficando com o vice cameopnato. Júlio Cezar Schuck chegoi em 2º na etapa.

Em noite inspirado Gustavo Deufel venceu a júnior e com isso levou o caneco deixando Gustavo Coitinho com o vive, ele que na etapa foi 2º com Airon Detterborn de souza em 3º.


Pela Mirim, o divertido João Gabriel Wovst, O Bolachinha ganhou a etapa seguido de Davi Pilz e Nícolas Sachet, que com esse 3º lugar subiu no lugar de campeão da categoria. Thales da Cruz foi o vice-campeão.


Na categoria Motocross Importadas Amador o campeão Leser Lopes foi regular, chegou em 2º em 5 das 6 etapas e mesmo não vencendo, sagrou-se campeão com o 3º colocado da etapa. Victor Felipe da Cruz, O Caverna foi o vice-campeão. Na prova, Fabianao dos Santos venceu com Joel Eisermann em 2º.

Pela Motocross categoria Nacional, Jaison Grassel venceu a prova e carimbou com chave de ouro o título de campeão 2019 da Copa Mocva. Marciano Krein, O Nenê chegou em 2º e ficou com o vice campeonato. Leonardo Mello Wilms foi 3º na etapa.


Vamos contar a história da categoria Jovens Tãolentos pela ótica do 3º colocado na categoria, visto que campeão com 144 pontos, vice e 3º colocados somaram após os descartes, 114 pontos. Cássio Silva Jr ficou em 3º, uma posição a mais na etapa final, o levaria ao vice, pois seu adversário Patrick Riedel descartou Zero já Cássio descartou 16. A prova foi vencida pelo campeão Marcos Fortes, o 2º colocado da prova foi Airon Detterborn de Souza e Odair Hickmann chegou em 3º na etapa.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Sílvio Bilhar começou em março de 1995 o jornal O Podium, exclusivo sobre motociclismo, antes disso teve participação durante 3 anos no Jornal Pit Stop (Hoje é Revista). Estudou Relações públicas na FEEVALE em N.Hamburgo, Jornalismo em São Leopoldo e fez diversos curso de aprimoramento, entre eles de Publicidade e Marketing e de Jornalismo Esportivo, cuja aprovação foi com louvor. Ainda hoje é editor e proprietário do Jornal O Podium cujas informações é de ser o único do estilo no Brasil. Assumiu o Mundocross após o falecimento de seu grande amigo Jorge Soares, que chegou a escrever por alguns anos uma coluna no Jornal. Ambos parceiros e colaboradores nos dois veículos. Natural de Montenegro/RS, nasceu em 10 de fevereiro de 1965. Mora a mais de 25 anos em Novo Hamburgo, região da Grande POA no RS.

Desenvolvido por GetFly