Piloto brasileiro correrá pela primeira vez no Brasil

13 de abril de 2010 - 20:00

Chegou ontem ao Brasil o piloto Dauã Andreoli, que vive nos Estados Unidos, e que venceu a bateria final da categoria 450 disputada por mais de 30 pilotos num evento promovido pela lenda do Motocross americano Ricky Carmichael, em prova realizada em março deste ano em Daytona, Flórida, Estados Unidos.

Dauã Andreoli, que mora e compete nos Estados Unidos, conheceu Rafael Zenni em fevereiro desse ano, durante as etapas do Florida Winter Series nos Estados Unidos. Ele e seu pai Márcio Andreoli expressaram desejo de participar de algumas etapas dos campeonatos Basileiros de Motocross em 2010, projeto prontamente viabilizado pela Zenni Preparações, que será responsável pela preparação e manutenção de sua moto Honda 250cc durante a corrida do próximo final de semana no Centro Educacional de Trânsito da Honda, em Indaiatuba.

“Estamos contentes em poder dar esse apoio ao Dauã em pistas brasileiras, ele que já tem resultados bastante expressivos nos Estados Unidos e nunca competiu com pilotos brasileiros. Estamos preparando sua moto para que essa seja uma estreia importante na sua carreira”, disse Dalmir Zenni, pai do piloto Rafael Zenni e proprietário da Zenni Preparações, há mais de 20 anos no mercado.

O principal objetivo de Dauã em 2010 é se classificar no Loretta Lynns nos Estados Unidos, maior campeonato amador do mundo. “São mais de três mil pilotos para somente 40 vagas em minha categoria para participar desse Campeonato, e correr no Brasil sem dúvida será um grande treino para mim, além de ser um sonho antigo”, disse Dauã Andreoli que chegou ontem a Curitiba, e viaja para Indaiatuba nos próximos dias.

Redação Mundocross
Texto by Sandra Souza
Foto Divulgação

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly