Mundial de Motocross 2011 – 5ª etapa – França

Por Renato Dalzochio Jr. | Fotos por Divulgação | 06 de junho de 2011 - 22:27

Depois do GP Brasil em Indaiatuba, o Mundial de Motocross 2011 voltou para o velho continente. Neste domingo que passou, 5 de junho, foi disputada a quinta etapa em um dos mais tradicionais circuitos do calendário, a pista da cidade de St. Jean d’Angely, na França. O circuito possui personalidade única, com muitas subidas e descidas enormes e grandes saltos ao longo do circuito. Não é a toa que este será o palco do Motocross das Nações em setembro. Confira como foi…

Categoria MX1
Obviamente, um dos favoritos a vitória na principal categoria, a MX1 era Steven Frossard, da equipe Monster Energy / Yamaha, um dos donos da casa, e ele não desapontou seus fãs. Garantiu a vitória no overall ao vencer a primeira bateria e finalizar em segundo na segunda, para delírio do público local.

Steven Frossard

Steven Frossard

O italiano Antônio Cairoli, da equipe oficial KTM, atual campeão da categoria, foi segundo na primeira bateria e terceiro na segunda, garantindo o segundo lugar no overall. O belga Clement Desalle, da equipe Rockstar / Teka / Suzuki, teve uma primeira bateria ‘pobre’, quando finalizou na 11ª posição, mas recuperou-se com a vitória na segunda e garantiu o último degrau do pódio.

Clement Desalle

Clement Desalle

O francês Xavier Boog, da Kawasaki, foi o quarto (4/7) e o russo Evgeny Bobryshev, da Honda, completou os cinco primeiros (6/5). No campeonato, graças a estes resultados, Desalle lidera com seis pontos de vantagem sobre Cairoli. Frossard é o terceiro, mas está empatado com o alemão Max Nagl (que foi sétimo no overall desta etapa ao finalizar em nono na primeira bateria e em sétimo na segunda) da equipe oficial KTM.

Antonio Cairoli

Antonio Cairoli

O italiano David Phillippaerts, companheiro de equipe de Frossard, fechou os cinco primeiros e foi nono no overall desta etapa, com o terceiro lugar na primeira bateria e o 18º na segunda.

Um grande público se fez presente no GP da França

Um grande público se fez presente no GP da França

Resultado geral da quinta etapa do Mundial de Motocross na categoria MX1
1. Steven Frossard – Yamaha – 1/2
2. Antonio Cairoli – KTM – 2/3
3. Clement Desalle – Suzuki – 11/1
4. Xavier Boog – Kawasaki – 4/7
5. Evgeny Bobryshev – Honda – 6/5
6. Ken de Dycker – Honda – 5/8
7. Max Nagl – KTM – 9/7
8. Rui Gonçalves – Honda – 14/4
9. David Philippaerts – Yamaha – 3/18
10. Tanel Leok – TM – 10/10

Classificação do Mundial de Motocross na categoria MX1 após cinco etapas
1. Clement Desalle – 199 pontos (2 vitórias)
2. Antonio Cairoli – 193 (1 vitória)
3. Steven Frossard – 179 (1 vitória)
4. Max Nagl – 179
5. David Philippaerts – 161 (1 vitória)
6. Evgeny Bobryshev – 141
7. Rui Gonçalves – 133
8. Jonathan Barragan – 115
9. Kevin Strijbos – 114
10. Xavier Boog – 109 pontos

Categoria MX2
Na MX2, a vitória no overall ficou com o britânico Tommy Searle da equipe Monster Energy / CLS / Kawasaki, que finalizou em quarto na primeira bateria e venceu a segunda. O norte-americano Zach Osborne, da Yamaha, foi terceiro nas duas baterias e garantiu a segunda posição no overall.

Jeffrey Herlings

Jeffrey Herlings

Correndo em casa, o francês Gautier Paulin, também da Yamaha, foi segundo na primeira bateria e quarto na segunda, ficando com o último degrau do pódio, fazendo a festa da massa francesa nas arquibancadas. O jovem holandês Jeffrey Herlings, da equipe oficial KTM, foi sétimo na primeira bateria e segundo na segunda, garantindo a quarta posição no overall.

Zach Osborne

Zach Osborne

Seu companheiro de equipe, o alemão Ken Roczen, atual líder do campeonato, começou bem o domingo ao vencer a primeira bateria. Na segunda entretanto, sofreu alguns tombos que frustraram seu fim de semana, finalizando na 11ª posição.

Gautier Paulin

Gautier Paulin

No overall, Roczen completou os cinco primeiros. No campeonato ele ainda lidera, com treze pontos de vantagem sobre Herlings. Searle é o terceiro, Osborne o quarto, e Paulin fecha os cinco primeiros.

Resultado geral da quinta etapa do Mundial de Motocross na categoria MX2
1. Tommy Searle – Kawasaki – 4/1
2. Zach Osborne – Yamaha – 3/3
3. Gautier Paulin – Yamaha – 2/4
4. Jeffrey Herlings – KTM – 7/2
5. Ken Roczen – KTM – 1/11
6. Nicholas Aubin – KTM – 6/5
7. Arnaud Tonus – Yamaha – 5/7
8. Joel Roelants – KTM – 8/10
9. Harri Kullas – Yamaha – 10/9
10. Max Anstie – Kawasaki – 16/6

Classificação do Mundial de Motocross na categoria MX2 após cinco etapas
1. Ken Roczen – 226 pontos (2 vitórias)
2. Jeffrey Herlings – 213 (2 vitórias)
3. Tommy Searle – 199 (1 vitória)
4. Zach Osborne – 162
5. Gautier Paulin – 160
6. Arnaud Tonus – 138
7. Max Anstie – 135
8. Harri Kullas – 119
9. Joel Roelants – 114
10. Nicholas Aubin – 104 pontos

Calendário do Mundial de Motocross MX1  / MX2 2011
6ª Etapa – 12 de junho – Portugal / Agueda
7ª Etapa – 19 de junho – Espanha / La Baneza
8ª Etapa – 3 de julho – Suécia / Uddevalla
9ª Etapa – 10 de julho – Alemanha / Teutschenthal
10ª Etapa – 17 de julho – Lituânia / Kegums
11ª Etapa – 31 de julho – Bélgica / Lommel
12ª Etapa – 7 de agosto – República Tcheca / Loket
13ª Etapa – 21 de agosto – Inglaterra / Matterley Basin
14ª Etapa – 4 de setembro – Alemanha / Gaildorf
15ª Etapa – 11 de setembro – Itália / Fermo

Confira como foram as primeiras etapas do Mundial de Motocross MX1 / MX2 2011

4ª Etapa – 22 de maio – Indaiatuba / Brasil
3ª Etapa – 15 de maio – San Bernardino / Estados Unidos
2ª Etapa – 24 de abril – Valkenswaard / Holanda
1ª Etapa – 10 de abril – Sevlievo / Bulgária

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Fabricio Magalhaes disse:

scrub que nao deu certo do Ken ROCZEN http://www.youtube.com/watch?v=rWb8WP6CEis

Fabricio Magalhaes disse:

melhores momentos do mundial na frança. http://www.youtube.com/watch?v=I-m6CkWAoa8

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly