Chumbinho é campeão da Superliga de Motocross

Por Divulgação | Fotos por Divulgação | 25 de junho de 2011 - 20:48

Foi conhecido neste sábado, o primeiro campeão da temporada 2011 da Superliga de Motocross. O catarinense Milton ‘Chumbinho’ Becker, patrocinado pela Pro Tork, é o campeão da categoria MX4, e com isto conquistou seu primeiro título na Superliga de Motocross.

O público que prestigiou as corridas deste sábado, 25 de junho, em Penha, cidade localizada no litoral norte de Santa Catarina, assistiu ‘Chumbinho’ Becker liderar de ponta a ponta a etapa na categoria MX4 no Beto Carrero World e subir no lugar mais alto do pódio.

Com a vitória, Chumbinho levou seu primeiro título na Superliga de Motocross, já que, em 2010 ele acabou se lesionando e não participou de algumas etapas e ficou de fora da briga pelo primeiro título no primeiro ano da Superliga de Motocross no Brasil.

Milton 'Chumbinho' Becker

Milton 'Chumbinho' Becker

Pódio da categoria MX4 em Penha

Pódio da categoria MX4 em Penha

Na categoria MX3, Davis Guimarães e Massoud Nassar travaram uma forte briga pela primeira colocação, que chegou a ter toques entre os pilotos e desvio do traçado original da corrida. Davis venceu a prova, no entanto após reunião da comissão de prova, ele e Massoud foram desclassificados por atitude anti-desportiva. Com isso, Cristiano Lopes levou a etapa e assumiu a primeira posição do campeonato com 81 pontos.

Largada da categoria MX3 em Penha

Largada da categoria MX3 em Penha

Davis Guimarães

Davis Guimarães

Na categoria 65, o gaúcho Enzo Lopes sobrou novamente na pista de 2.050 metros, localizada no Beto Carrero World, e venceu a etapa, dando um grande passo para à conquista do campeonato. “Consegui fazer uma boa largada e abrir uma diferença durante a prova. Foi mais uma boa vitória, mas agora é ter concentração para a prova em Indaiatuba e ganhar o campeonato”, coloca Enzo Lopes, primeiro colocado com 87 pontos.

Largada da categoria 65 em Penha

Largada da categoria 65 em Penha

Arthur Todeschini

Arthur Todeschini

Pódio da categoria 65 em Penha

Pódio da categoria 65 em Penha

Além de provas, foram realizados neste sábado, os treinos classificatórios da MX Pró, MX2 e Júnior, que definiram a ordem do gate de largada deste domingo, 26 de junho. Na MX Pró, Roberto Castro cravou o melhor tempo. Segundo colocado no campeonato, o costa-riquenho necessita de duas vitórias neste domingo para encostar no líder Jorge Balbi.

“Tive atitudes positivas hoje e preciso manter a atenção amanhã. Com o primeiro lugar no treino, preciso me focar para vencer as baterias de amanhã”, destacou Castro.

A briga pelo melhor tempo na MX2 esteve focada entre os três líderes do campeonato: Adam Chatfield (primeiro), Hector Assunção (segundo) e Jean Ramos (terceiro). Ao final do sessão, as três primeiras colocações se mantiveram conforme a classificação da categoria, com Adam realizando o primeiro tempo, com 2:10.789, seguido de Hector (2:11.014 ) e Jean (2:11.066). “O Justin fez um ótimo trabalho aqui, pois a pista está ótima. Espero amanhã largar bem e sair com uma vitória”, afirmou Adam.

Na Júnior, o catarinense Gustavo Henn, segundo colocado no campeonato, superou mais uma vez o líder Thiago Formehl no classificatório e foi o mais rápido com 2:24.867. Quinze pontos atrás de Formehl, Gustavo segue vivo na competição e precisa de uma vitória para diminir a diferença de pontos.

Resultados das provas deste sábado na quarta etapa da Superliga de MX
Categoria MX4
Categoria MX3
Categoria 65

Classificação do campeonato após quatro etapas da Superliga de MX
Categoria MX4

Categoria MX3

Categoria 65

Resultados dos treinos cronometrados na quarta etapa da Superliga de MX
Categoria MX Pró
Categoria MX2
Categoria Júnior

Categoria MX3
Categoria MX4

Categoria 65

Programação da quarta etapa da Superliga de MX neste domingo – 26 de junho

Warm-up
MX2 – das 8 às 8:10 horas
MX Pró – das 8:20 às 8:30 horas
Júnior – das 8:40 às 8:50 horas

Provas
Júnior – 9:00 horas (20 minutos + 1 volta)
Abertura oficial – 9:30 horas
MX2 (1ª bateria) – 10:00 horas (20 minutos + 1 volta)
MX Pró (1ª bateria) – 11:00 horas (20 minutos + 1 volta)
MX2 (2ª bateria) – 12:10 horas (30 minutos + 1 volta)
MX Pró (2ª bateria) – 13:00 horas (30 minutos + 1 volta)

Compartilhe este conteúdo

Comentários

sidinei disse:

Este comentário não foi publicado pelo fato do autor não ter respondido o e-mail de confirmação enviado pelo site Mundocross ao endereço de e-mail informado pelo autor no momento do comentário.

Tenha seus comentários publicados normalmente, bastando para isto que você informe seu nome completo e um endereço de e-mail válido para que você possa responder quando lhe for enviada uma mensagem para confirmar as informações.

Alberto disse:

Acho que devemos difrenciar as pessoas que falam besteiras aqui, das pessoas que realmente vivem o motocross… após ouvir e ler os comentarios tenho mais certeza de que a punição dos pilotos da MX-3 foi bastante pesada,,, Com a abertura de esportes duas rodas nos canais de TV e Internet, ficamos mais a par do que acontece no Mundial e principalmente no AMA,,, e temos varios exemplos de pilotos cortando pista, abortando saldos e sequencia,,, pilotos arrancando Gate na largada como foi o caso do Alessi, assim como disputas corpo a corpo do Bubba e do Reed, e em nenhum caso foram desclassificados,,,,e sim punidos de outra forma…. E esse negocio do regulamento como foi citado em outros comentarios é a maior bobagem,,, regulamento é garra vontade, aceleração,,, tem gente que sabe bem de regulamento, até arrisco a dizer que se bobear tem o regulamento impresso na sua bolça de equipamentos para ser usado a qualquer hora,, até para ganhar Titulo…….. O verdadeiro motocross é muito mais que regulamento, o trabalho de uma equipe é muito mais que regulamento,,, tem um video aqui nesse site mesmo que mostra o João Paulo Feltz cortando a pista,,, ele foi desclassificado??? não né… e nem podia….. então volto a afirmar,, muita estranha essa atitude dos dirigentes da prova… A maior punição que pode ter é baixar a sua colocação na prova em tempo, ou reverter em multa, como fazem os grandes campeonatos,,, mas desclassifica-los é o mesmo que os ignora-los que estavam presentes na prova……

motocross disse:

se esse caso acontece nos USA ficaria com uma punição mais não desclacificação exemplo do bubba com reed q rendeu au bubba uma punição,mais nada q q influenciasse o resultado……..não acho marmelada mais fica estranho isto sabe pq multa serve e pra essas horas e ai segue em frente fassa eles perderem uma ou duas posiçoes no apos o resultado mais nunca desclassificar……….essa e minha opinião(e ao curumin conserteza eu sabia q tinha triplos e duplos mais eu acho q ainda tem muitas mesas no ama vc ve bem menas mesas mais pelo oq vc falo eu estava equivicado foi mal

maicon disse:

Desclassificar os 2 pilotos que estavam na frente da honda, que marmelaada hein! parabens a marmelada da honda,e ao carlinhos romagnolli, que eu considerava justa. Proxima etapa podem criar uma categoria mx7 e colcar o yasuda pra andar sozinho!! assim ele ganha e nao precisa mandar desclassificar ninguem!
Mas tooodo mundo sabe que o cristiano tem que comer muuito feijao pra andar metade do que o massud e o davis andam…
Parabens honda!! eh assim que se ganha titulo!

Aço disse:

Boa noite, Galera

Pra variar o tal Henrique escrevendo besteira de novo, Os cara cortaram a pista, jogaram a moto um no outro, bateram boca depois da bandeirada, os mecanicos tiveram que segurar, no podium novamente, e vc queria que ficasse assim? Vai estudar o regulamento antes de opinar seu ig……, Eu estava lá e vi ninguem me contou. Com relação a pista simplesmente Show, nós que gostamos do motocross só temos a agradecer.
Abs
Aço

CURUMIN disse:

Deixo aqui meus parabens que pista um nivel tecnico muito alto estive hj na etapa lá pena a chuva mas isso nao tirou o brilho uma pista como nunca se viu aqui no brasil coisa de video game e quem fala que tem mesa só nao viu a pista temos varias sessoes dulpos triplos subidas e decidas e uma curva desconpensada que com a chuva que caiu deu muito trabalho a todos pilotos!!!
Posso dizer acompanho motocross desde 1992 e HJ fico muito feliz de ver que o BRASIL esta no caminho certo deixo meus parabens a superliga de motocross que organizaçao é disso que o brasil precisa valeuu CARLINHOS E LEANDRO ROMAGNOLLI
ASS CURUMIN floripa sc

motocross disse:

so acho q deveria ter um pouco menos de mesas e ter uns duplos e triplos a mais pq mesa todos fasem triplos so alguns consengem exemplo da do triplo da pista de indaiatuba onde na mx2 so os gringos fazião o sauto

Dirceu disse:

parabens chumbinho,por mai esse titulo e claro tem q ser catarinense kkkk

henriqque disse:

parabens chumbinho por mais este tiulo este cara com 70 anos vai estar ganhando tudo ainda parabens…….
comecou amarmelada no campeonato , mx3 desclassificarao os dois melhores pilotos pra que ???? resposta pro piloto honda ser campeao comecou a marmeladd rs
campanha fora yasuda aposenta vai pescar leva o romanholi

Paulao disse:

Que baita pista, alapuxa …>>>>>>>>>>>

Twitter: FISCHER
PARABENS CHUMBINHO POR MAIS UM TITULO !!!!

gustavo disse:

pista mais linda do brasil !

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly