AMA Motocross 2011 – 5ª etapa – Thunder Valley

Por Renato Dalzochio Jr. | Fotos por Steve Giberson | 26 de junho de 2011 - 17:41

O AMA Motocross seguiu a pleno vapor neste sábado com a quinta etapa da temporada 2011, disputada em outro tradicional circuito do calendário, Thunder Valley, na cidade de Lakewood, no Estado do Colorado. Pista que a exemplo de Budds Creek na semana passada, também já foi palco de edição do Motocross das Nações.

O circuito foi um teste perfeito para os pilotos, com terreno duro e canaletas profundas, aliadas ao clima quente e seco. Outra particularidade da pista é a sua localização: 1.600 metros acima do nível do mar, ou seja, o oxigênio restrito foi mais um obstáculo na vida dos pilotos que disputaram mais esta etapa do campoenato americano de MX.

Largada da segunda bateria da categoria 250 em Thunder Valley

Largada da segunda bateria da categoria 250 em Thunder Valley

Junto com a quinta etapa do AMA Motocross, também foi disputada a terceira etapa do Womens Motocross – WMX, o campeonato americano feminino da modalidade. Confira como foi o evento deste sábado, 25 de junho…

Categoria 450

Na largada, quem fez o holeshot e saiu na frente foi Christian Craig da equipe semi-oficial Troy Lee Designs / Lucas Oil / Honda, mas o australiano Chad Reed da equipe privada Bel Ray / Two Two Motorsports / Honda, Ryan Villopoto da equipe oficial Monster Energy / Kawasaki e o atual campeão Ryan Dungey da equipe oficial Rockstar / Makita / Suzuki já estavam imediatamente perseguindo Craig.

Largada da primeira bateria da categoria 450 em Thunder Valley

Largada da primeira bateria da categoria 450 em Thunder Valley

Christian Craig fez o holeshot na primeira bateria

Christian Craig fez o holeshot na primeira bateria

Villopoto só precisou de cinco voltas para despachar Reed e Craig e assumir a liderança. A partir da 11ª volta, a batalha pela segunda posição entre Dungey e Reed ficou interessante. Eles chegaram a andar juntos por um tempo, até que o piloto da Suzuki conseguiu se livrar do australiano. Após dezesseis voltas, Villopoto garantiu a vitória, Dungey finalizou em segundo e Reed em terceiro.

Joshua Grant

Joshua Grant

Ryan Villopoto

Ryan Villopoto

O veterano Kevin Windham, que ocupa a vaga de Trey Canard na equipe oficial Red Bull / Honda foi o quarto, e Mike Alessi da equipe oficial Red Bull / KTM o quinto. Josh Grant da equipe oficial Red Bull/ Honda voltou as pistas na etapa passada, mas parece que ainda não está totalmente recuperado da cirurgia que fez para reparar uma lesão no joelho. Ele abandonou esta bateria e aparentemente, ao que tudo indica, estava sentindo dores no joelho. Após esta primeira bateria, a pista ficou mais seca e esburacada do que o normal.

Mike Alessi

Mike Alessi

Ryan Dungey e Chad Reed

Ryan Dungey e Chad Reed

Na largada da segunda bateria, Reed fez o holeshot e saiu na frente, mas em pouco menos de duas voltas foi superado por Dungey. O australiano também perderia, na quarta volta, a segunda posição para Villpoto, que largou em terceiro. Depois disso mais nada aconteceu. Dungey garantiu a vitória após dezesseis voltas, Villopoto finalizou em segundo e Reed em terceiro.

Largada da segunda bateria da categoria 450 em Thunder Valley

Largada da segunda bateria da categoria 450 em Thunder Valley

Kevin Windham e Ryan Villopoto

Kevin Windham e Ryan Villopoto

Windham foi novamente o quarto e Tommy Hahn da equipe MotoConcepts / Yamaha o quinto. No overall vitória de Dungey, com Villopoto em segundo e Reed completando o pódio em terceiro. Windham foi o quarto e Andrew Short da equipe oficial Red Bull / KTM completou os cinco primeiros.

Dean Porter

Dean Porter

Brett Metcalfe

Brett Metcalfe

No campeonato, Villopoto reduziu de 15 para 8 pontos sua desvantagem em relação à Reed na liderança do campeonato. Dungey é o terceiro, Windham o quarto, e Davi Millsaps da equipe oficial Muscle Milk / Toyota / Yamaha fecha os cinco primeiros.

Ryan Dungey

Ryan Dungey

Pódio da categoria 450 em Thunder Valley

Pódio da categoria 450 em Thunder Valley

Resultado da quinta etapa na categoria 450
1. Ryan Dungey (Suzuki) 2-1
2. Ryan Villopoto (Kawasaki) 1-2
3. Chad Reed (Honda) 3-3
4. Kevin Windham (Honda) 4-4
5. Andrew Short (KTM) 7-8
6. Tommy Hahn (Yamaha) 11-5
7. Brett Metcalfe (Suzuki) 9-7
8. Christian Craig (Honda) 6-15
9. Jake Canada (Kawasaki) 10-13
10. Justin Brayton (Yamaha) 14-10
11. Nick Wey (Yamaha) 13-11
12. Jimmy Albertson (Honda) 12-12
13. Ricky Dietrich (Yamaha) 8-17
14. Mike Alessi (KTM) 5-37
15. Davi Millsaps (Yamaha) 24-6
16. Ben LaMay (Yamaha) 15-14
17. Michael Byrne (Suzuki) 22-9
18. Jake Weimer (Kawasaki) 19-16
19. Travis Sewell (Yamaha) 17-20
20. Tye Hames (Honda) 16-31
21. Fredrik Noren (Honda) 21-18
22. Vince Friese (Yamaha) 18-34
23. Kevin Rookstool (KTM) 23-19
24. Shane Sewell (Yamaha) 20-23
25. Dean Porter (Suzuki) 25-22
26. Vgency Mikhaylov (Suzuki) 30-21
27. Robert Fitch Jr. (Honda) 27-24
28. Tyler Bright (Honda) 26-25
29. Travis Stichter (Kawasaki) 28-27
30. Dillon Huddleston (Kawasaki) 31-26
31. Michael Stryker (KTM) 33-29
32. Michael Giese (Yamaha) 32-30
33. Buddi Bruner (Kawasaki) 35-28
34. Tony Gallo (Yamaha) 29-36
35. Weston Peick (Kawasaki) 34-32
36. Heath Harrison (Honda) 39-33
37. Kyle Chisholm (Yamaha) 38-35
38. Josh Grant (Honda) 36-38
39. Kyle Partridge (Yamaha) 37-39
40. Calle Aspegren (Honda) 40-40

Classificação da categoria 450 após cinco etapas
1. Chad Reed – 223 Pontos (3 vitórias)
2. Ryan Villopoto – 215 (1 vitória)
3. Ryan Dungey – 202 (1 vitória)
4. Kevin Windham – 148
5. Davi Millsaps – 145
6. Brett Metcalfe – 144
7. Ricky Dietrich – 109
8. Andrew Short – 102
9. Jake Weimer – 100
10. Christian Craig – 97 pontos

Categoria 250

A pista está cada vez mais esburacada nas curvas e seca nas retas, e o clima cada vez mais quente. Na largada da primeira bateria, Justin Barcia da equipe Geico Powersports / Honda fez o holeshot e saiu na frente. Na semana passada foi divulgado que Barcia está lidando com uma doença chamada Mononucleose, algo que não é rápido de recuperar, e mesmo assim ele conseguiu largar na frente nesta primeira bateria.

Largada da primeira bateria da categoria 250 em Thunder Valley

Largada da primeira bateria da categoria 250 em Thunder Valley

Dean Wilson e Blake Baggett

Dean Wilson e Blake Baggett

Barcia liderou até a sexta volta, quando foi superado por dois pilotos da equipe Monster Energy / Pro Circuit / Kawasaki. O canadense Dean Wilson e o prata da casa Blake Baggett. Wilson e Baggett passaram a andar literalmente lado a lado, com Barcia logo atrás, acompanhando de perto a disputa dos dois companheiros de equipe.

Eli Tomac

Eli Tomac

Darryn Duhram

Darryn Duhram

Baggett precisou de poucas voltas para superar Wilson e assumir a liderança, e depois de fazer isso ainda abriu uma grande diferença, garantindo a vitória após dezesseis voltas. Wilson finalizou em segundo. Natural do Estado do Colorado, Elic Tomac da equipe semi-oficial Geico Powersports / Honda finalizou em terceiro. O privado Darryn Durham foi o quarto, e o sul-africano Tyla Rattray da equipe semi-oficial Monster Energy / Pro Circuit / Kawasaki, líder do campeonato até aquele momento, o quinto.

Na segunda bateria, Baggett foi ainda mais dominante. Na largada, fez o holeshot e disparou na frente sem olhar para trás, vencendo esta bateria com uma grande margem após quinze voltas (somente na metade da prova já tinha mais de dez segundos de vantagem sobre Wilson, que finalizou em segundo). Tomac foi novamente o terceiro, Ryan Sipes da equipe DNA Shred Stixs / Star Racing / Yamaha o quarto, e Rattray o quinto.

Lance Vincent

Lance Vincent

Kyle Cunningham

Kyle Cunningham

No overall, vitória de Baggett, com Wilson em segundo e Tomac completando o pódio em terceiro. Durham finalizou em quarto e Rattray completou os cinco primeiros. No campeonato, Wilson roubou a liderança de Rattray e ainda abriu oito pontos de vantagem sobre o sul-africano. Baggett é o terceiro, Tomac o quarto, e Barcia fecha os cinco primeiros.

Blake Baggett

Blake Baggett

Pódio da categoria 250 em Thunder Valley

Pódio da categoria 250 em Thunder Valley

Resultado da quinta etapa na categoria 250
1. Blake Baggett (Kawasaki) 1-1
2. Dean Wilson (Kawasaki) 2-2
3. Eli Tomac (Honda) 3-3
4. Darryn Durham (Honda) 4-6
5. Tyla Rattray (Kawasaki) 5-5
6. Ryan Sipes (Yamaha) 15-4
7. Malcolm Stewart (Suzuki) 13-7
8. Travis Baker (Honda) 10-10
9. Justin Barcia (Honda) 9-12
10. Alex Martin (Honda) 11-3
11. Nick Paluzzi (Suzuki) 14-11
12. Cole Seely (Honda) 8-17
13. Nico Izzi (Honda) 12-15
14. Gareth Swanepoel (Yamaha) 6-21
15. Broc Tickle (Kawasaki) 7-35
16. Kyle Cunningham (Yamaha) 40-8
17. Martin Davalos (Suzuki) 36-9
18. Matt Lemoine (Kawasaki) 17-14
19. Scott Champion (Honda) 19-16
20. Gannon Audette (Yamaha) 16-33
21. Hunter Clements (Honda) 31-18
22. Ricky Renner (KTM) 18-23
23. Les Smith (Suzuki) 21-19
24. Dakota Tedder (Kawasaki) 24-20
25. Austin Howell (Suzuki) 20-22
26. Killy Rusk (KTM) 23-25
27. Justin Sipes (Kawasaki) 27-24
28. Sean Lipanovich (Suzuki) 26-27
29. Johnny Moore (Honda) 30-26
30. Bryce Vallee (Kawasaki) 28-30
31. Lance Vincent (Honda) 22-36
32. Tevin Tapia (KTM) 25-34
33. Levi Kilbarger (Honda) 32-28
34. Joshua Clark (Honda) 29-32
35. Sean Hackley Jr. (Kawasaki) 35-29
36. Alexander Millican (Yamaha) 37-21
37. Chad Gores (Honda) 34-37
38. Joey Rossi (Yamaha) 33-38
39. Taylor Futrell (Honda) 38-39
40. Shawn Rife (Honda) 39-40

Classificação da categoria 250 após cinco etapas
1. Dean Wilson – 214 pontos
2. Tyla Rattray – 206 (2 vitórias)
3. Blake Baggett – 194 (3 vitórias)
4. Eli Tomac – 176
5. Justin Barcia – 137
6. Kyle Cunningham – 127
7. Broc Tickle – 113
8. Gareth Swanepoel – 106
9. Darryn Durham – 94
10. Cole Seely – 89 pontos

Categoria WMX

Em Thunder Valley também foi disputada a terceira etapa do Womens Motocross – WMX, o campeonato americano feminino da modalidade. A atual campeã Jessica Patterson, da Yamaha, venceu as duas baterias, faturando também o overall.

Largada da primeira bateria da categoria WMX em Thunder Valley

Largada da primeira bateria da categoria WMX em Thunder Valley

Jessica Patterson e Ashley Fiolek

Jessica Patterson e Ashley Fiolek

Ashley Fiolek, da equipe oficial Red Bull / Honda, foi à segunda no overall, finalizando nesta mesma posição nas duas baterias. Tarah Gieger, da Troy Lee / Honda (5ª/3ª), completou o pódio na terceira posição, Sara Price, da Kawasaki (4ª/4ª), foi à quarta, e Jacqueline Strong, da KTM (6ª/6ª), completou as cinco primeiras.

Largada da segunda bateria da categoria WMX em Thunder Valley

Largada da segunda bateria da categoria WMX em Thunder Valley

Vicky Golden

Vicky Golden

A brasileira Mariana Balbi, que compete pela equipe MotoConcepts / Yamaha com o patrocínio da empresa brasileira Pro Tork, sofreu um forte tombo na primeira sessão de treinos. Ela não chegou a fraturar nem um osso, mas teve que passar a noite hospitalizada e deverá receber alta ainda hoje.

Kasie Creson

Kasie Creson

Jessica Patterson comemorou mais uma vitória no AMA WMX

Jessica Patterson comemorou mais uma vitória no AMA WMX

No campeonato, Fiolek ainda lidera, mas com apenas dois pontos de vantagem sobre Patterson. Gieger é a terceira, Price a quarta, e Strong fecha as cinco primeiras. Mariana ocupa a nona posição com 66 pontos.

Resultado da terceira etapa na categoria WMX
1. Jessica Patterson (Yamaha) 1-1
2. Ashley Fiolek (Honda) 2-2
3. Tarah Gieger (Honda) 5-3
4. Sara Price (Kawasaki) 4-4
5. Jacqueline Strong (KTM) 6-6
6. Lindsey Palmer (Honda) 8-7
7. Alexa Pearson (KTM) 7-10
8. Kasie Creson (Honda) 9-9
9. Marissa Markelon (Yamaha) 12-8
10. Vicki Golden (Kawasaki) 3-19
11. Elizabeth Bash (KTM) 10-11
12. Ashley Boham (Kawasaki) 13-12
13. Sayaka Kaneshiro (Suzuki) 28-5
14. Hailey Larson (Honda) 11-15
15. Kim Irmgartz (Kawasaki) 14-14
16. Sade Allender (Kawasaki) 17-16
17. Jackie Ives (Yamaha) 21-13
18. Ashliegh Hall (Kawasaki) 16-20
19. Chistina Reed (Yamaha) 15-22
20. Alyssa Fitch (Honda) 27-17

Classificação da categoria WMX após três etapas
1. Ashley Fiolek – 135 pontos (1 vitória)
2. Jessica Patterson – 133 (2 vitórias)
3. Tarah Gieger – 108
4. Sara Price – 79
5. Jacqueline Strong – 78
6. Kasie Creson – 72
7. Marissa Markelon – 69
8. Alexa Pearson – 67
9. Mariana Balbi – 66
10. Vicki Golden – 59 pontos

Calendário do AMA Motocross 2011
6ª Etapa – 2 de julho – Red Bud – Buchanan (Michigan)
7ª Etapa – 16 de julho – Spring Creek MX – Millville (Minnesota)
8ª Etapa – 23 de julho – Washougal MX Park – Washougal (Washington)
9ª Etapa – 13 de agosto – Unadilla Valley – New Berlin (New York)
10ª Etapa – 27 de agosto – Motocross 338 – Southwick (Massachusetts)
11ª Etapa – 3 de setembro – Steel City Raceway – Delmont (Pensilvânia)
12ª Etapa – 10 de setembro – Pala Raceway – Pala (Califórnia)

Calendário do WMX Motocross 2011
4ª Etapa – 2 de julho – Red Bud – Buchanan (Michigan)
5ª Etapa – 16 de julho – Spring Creek MX – Millville (Minnesota)
6ª Etapa – 27 de agosto – Motocross 338 – Southwick (Massachusetts)
7ª Etapa – 3 de setembro – Steel City Raceway – Delmont (Pensilvânia)
8ª Etapa – 10 de setembro – Pala Raceway – Pala (Califórnia)

Confira como foram as primeiras etapas do AMA Motocross 2011

4ª Etapa – 18 de junho – Budds Creek / Maryland
3ª Etapa – 11 de junho – High Point / Pensilvânia
2ª Etapa – 28 de maio – Freestone / Texas
1ª Etapa – 21 de maio – Hangtown / Califórnia

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly