Gaúcho de Velocross segue rumo a fronteira

Por André Charão | 06 de junho de 2012 - 16:40

O campeonato Gaúcho de Velocross 2012 está de volta à fronteira Brasil/Uruguai. A cidade de Jaguarão, na fronteira com o Uruguai receberá novamente a principal competição de Velocross do Rio Grande do Sul. A terceira etapa do campeonato acontecerá nos dias 16 e 17 de junho e contará com a presença de pilotos do Brasil e Uruguai.

À princípio, a etapa estava prevista para acontecer na cidade de Tapejara no norte do estado, no entanto, a negativa por parte da Prefeitura Municipal forçou o Moto Clube Tapejara a pedir o cancelamento da prova.

“Infelizmente estamos encontrando dificuldades para manter o calendário, estamos em ano eleitoral. Muitos acham que fica mais fácil para oferecer uma etapa dos campeonatos para os municípios, mas, ao contrário do que todos pensam, isso é um grande problema, temos a ”lei   eleitoral” que dificulta e muito a realização de eventos com verbas das prefeituras , poderemos ter novas mudanças na sequência do calendário, a possibilidade de termos que fazer etapas nos meses de outubro e novembro infelizmente existe, mas estamos correndo atrás e trabalhando para que isso não ocorra, sendo assim, peço a compreensão de todos”, declarou Paulo Della Flora, presidente da FGM.

Para o diretor administrativo da FGM, Hardi Hardt, a mudança de sede e data da 3ª etapa, marcada para o dia 24 em Tapejara, foi atípica. “As etapas do campeonato gaúcho são, a  maioria custeadas pelas prefeituras. Infelizmente estamos em ano eleitoral e, muitas delas optaram por não realizar as etapas. Como foi o caso de Tapejara, há o interesse da cidade fazer uma etapa do campeonato e esperamos por uma resposta até quando for possível. Felizmente conseguimos fechar com Jaguarão e vamos fazer a etapa no mês de junho,Tapejara quer fazer a etapa, mas somente após as eleições. Para dar mais um exemplo, a cidade de Segredo também abriu mão de realizar uma etapa do campeonato por conta da Lei de Responsabilidade Fiscal. Os pilotos podem ter a certeza que não estamos de braços cruzados, estamos correndo para que tudo saia dentro do que foi programado no começo do ano”, comentou Hardi.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly