Selhorst e Belém venceram no Rondoniense de MX

Por Chico Limeira | Fotos por Divulgação | 19 de junho de 2012 - 15:39

Com uma grande festa do esporte, pilotos de todas regiões do Estado promoveram no último fim de semana, 17 de junho, um grande espetáculo de emoção e adrenalina na pista do Moto Clube de Vilhena, com a realização da terceira etapa do campeonato Rondoniense de Motocross 2012. Numa parceria da Federação de Motociclismo de Rondônia – FMR com o Fenix Moto Clube e Prefeitura de Vilhena, o evento foi prestigiado por um publico bastante expressivo, que vibraram a cada salto e cada ultrapassagem dos pilotos.

Rodrigo Selhorst # 8(Mastter Moto/Decar/MegaBom/Honda), de Cacoal, Victor Carlos # 4 (Posto Fórmula 1/Expresso Cacoal), de Cacoal, Evandro Bucioli # 27 (Deputado Lebrão/Kaká Postos de Molas), de Rolim de Moura, Lucas Belém # 444 (Pro Tork), de Vilhena e Edno Gabriel # 999, de Ouro Preto do Oeste, foram os grandes vencedores da prova do fim de semana. A prova contou com a presença de autoridades como o deputado federal Natan Donadon, prefeito José Rover e vários secretários municipais.

Rodrigo 'Alemão' Selhorst

Rodrigo ‘Alemão’ Selhorst

Edno foi o mais rápido na categoria Kids
Mesmo não contando com o número máximo de pilotos filiados dentro da categoria na FMR, as disputas das categorias 65cc e Kids, para motos de 50cc e pilotos mirins, foram uma atração a parte, com os pequenos e aguerridos competidores mostrando grande performance na pista. Entre os garotos da Kids, Edno Gabriel # 999, da cidade de Ouro Preto do Oeste foi o grande vencedor, largando bem, faturando o prêmio de roleshot e mantendo-se na ponta até a bandeirada final. Pedro Correa # 88 (Pisto Pit Stop), de Pimenta Bueno travou batalha acirrada com Bruno Massao # 77 (Tracajá Motos/Veilub), de Buritis, com Massao perdendo o traçado e Pedrinho se garantindo na segunda posição.

Edno Gabriel

Edno Gabriel

Correndo em casa, Belém passeou na categoria 65
Despontando com o uma das principais promessas do motociclismo de Rondônia, o tricampeão Lucas Bellém # 444 (ProTorck), de Vilhena, literalmente passeou na pista do Moto Clube de sua cidade. Fazendo o seu último ano na categoria para pilotos de até 12 anos, Lucas mostrou toda a sua performance de campeão, largando bem e andando num ritmo bem acima dos demais competidores. A exemplo do que aconteceu nas últimas temporadas, Belém venceu de ponta a ponta e ampliou ainda mais a liderança, na busca por mais um título no MX Estadual, categoria 65cc. Na vice liderança, e também andando num ritmo intenso, Igor Vasconcelos # 37 (Honda/Ótica Seiko/Eletrônica do Cabelo), de Buritis. Apesar da pouca idade, Guilherme Maschio # 8 (Decar/Giba Racing), de Pimenta Bueno andou forte e garantiu a terceira posição.

Lucas Belém

Lucas Belém

Belém superou Zilli na disputa da 85
Na disputa entre os dois pilotos que representam o futuro do motociclismo vilhenense, a categoria 85cc dividiu a torcida local, sem o porto-velhense Eduardo Alecrim no páreo, a batalha forte aconteceu entre Mateus Zilli # 17 (Aquilino Preparação/Amazon) e Lucas Belém # 444 (ProTorck), ambos da cidade de Vilhena. Depois de um treino forte na busca pelos melhores tempos, a disputa da 85cc começou com Mateus Zilli largando na frente e acelerando forte para tentar manter a dianteiro. Contudo, Lucas Belém não deixou por menos e foi na busca pela liderança.  Já nos instantes finais da prova, Mateus não resistiu a pressão, com Lucas aproveitando o melhor traçado para acelerar forte e garantiu o primeiro lugar, resultado que colocou também o piloto na liderança da temporada. Mateus Zilli foi o segundo colocado, com Douglas Paganini # 525 (Bonino Motos/Posto Dom Bosco), de Ouro Preto do Oeste se garantindo na terceira posição, Igor Vasconcelos # 37 (Honda/Ótica Seiko/Eletrônica do Cabelo), de Buritis em quarto e João Vitor # 91, de Porto Velho, completando o pódio.

Lucas Belém

Lucas Belém

Na MX Estreante, Vitim superou duelo com o líder Leitão
De volta a disputa do Estadual de MX, a campeão da última temporada na categoria Força Livre Nacional, Victor Carlos # 227 (Posto Fórmula 1/Expresso Cacoal), de Cacoal, foi o mais rápido do dia na MX Estreantes. O piloto arrojado que por falta de patrocínio havia ficado de fora das duas primeiras etapas, veio com muita determinação para a prova de Vilhena, buscando  cravar a melhor marca já nos treinos classificatórios, numa disputa forte com o líder Walcenir Montes, o “Leitão” # 102 (Retifica Retirama), de Rolim de Moura. Na bateria única da prova, Leitão largou na ponta, impondo um ritmo bastante intenso, mas o aguerrido Vitim saiu na sua cola, diminuindo  a distancia a cada volta, até encostar e numa acelerada mais forte garantir a ponta. Apesar dos esforços em retomar a ponta, Walcenir “Leitão” cruzou alinha de chegada em segundo, porem mantendo a liderança isolada do campeonato, com chances de assegurar o título da temporada.

Victor Carlos e Walcenir Montes

Victor Carlos e Walcenir Montes

Riderson não completou e Vitim voltou a vencer na Força Livre Nacional
Repetindo um dos mais fortes duelos do ano na disputa do Estadual de Velocross, a prova do último fim de semana em Vilhena foi marcada pelo pega acirrado entre os pilotos Riderson Carlos # 80 (Saga/Mastter Moto/ASW/ColorPress), de Rio Branco-AC, Victor Carlos # 4 (Posto Fórmula 1/Expresso Cacoal), de Cacoal e Patrick de Brito # 777 (Art Gesso), de Vilhena. Na primeira bateria, Riderson quis mostrou sua experiência e ritmo, largando na ponta, mas aos poucos Vitim foi chegando, a após muitas investidas conseguiu passar a frente. Por duas vezes Ridersonse beneficiou de erros do adversário para retomar a ponta, Mas Vitim foi mais eficiente e venceu, com Riderson em segundo, Maycon dos Santos # 22 (Mecânica Brutos), de Vilhena em terceiro e Patrick na quarta posição. Marcos César # 2 (Orleans/Imobiliária Ideal), de Vilhena foi o quinto. Na segunda bateria, Vitim largou na ponta, com Riderson ficando entre os cinco, mas ainda na primeira volta veio para a vice liderança, quando sua moto não resistiu e pagou, tirando-o da prova. Vitim venceu de ponta a ponta, com Patrick de Brito em segundo, Emerson Andrade, o “Dentinho” # 4 (Moto Sport/Norton Preparação), de  Vilhena,em terceiro, Maycon dos Santos em quatro e Adauto Alves # 222 (Zaqueu Fazenda), de Vilhena em quinto. Na soma geral, Vitim, Patrick, Maycon, Emerson e Guilherme Perondi # 123 (Coyote Motos/Tratormaq), de Vilhena, formaram o pódio da Força Livre Nacional.

Victor Carlos

Victor Carlos

Bucioli ampliou a liderança na MX3
Com ausência de vários competidores da MX3 na prova do fim de semana, o líder da categoria Evandro Bucioli # 27 (Deputado Lebrão/Kaká Postos de Molas), de Rolim de Moura, não teve grandes dificuldades para voltar a vencer a aumentar a sua vantagem sobre os demais na corrida pelo título de campeão da temporada 2012. Correndo em paralelo a categoria MX2, os considerados veteranos da MX3 para pilotos dos 35 anos acima fizeram uma disputa também acirrada para completar o pódio. Evandro foi o mais veloz da categoria nas duas baterias, com Aparício Paixão # 723 (ColorPress/Veipeças/Decar), de Cacoal e Márcio Brigido # 46 (MegaBom Sorvetes), também de Cacoal se alternando na vice liderança.  Ariston de Paula # 47 (Amazon Informática/Aquilino Preparações) e Paulo Reginato # 70 (Supermercado Nova Esperança/Aquilino Preparação), ambos de Vilhena completaram as cinco primeiras colocações.

Evandro Bucioli

Evandro Bucioli

Vitória em Vilhena ampliou liderança de Selhorst na MX2
Em mais um capitulo do acirrado duelo entre os pilotos da categoria MX2, a prova da cidade de Vilhena foi marcada por um novo duelo entre o líder Rodrigo Selhorst # 8(Mastter Moto/Decar/MegaBom/Honda), de Cacoal, o vice líder Hugo Amaral # 51 (Saga Veículos/ASW/ColorPress/Mastter Moto) e o terceiro colocado da categoria, Diego Henning # 191 (Saga Veículos/ASW/ColorPress/Mastter Moto), os dois últimos de Porto Velho. Depois de uma disputa volta a volta pela busca do melhor tempo nos treinos classificatórios e warm-up, a prova começou com Hugo Amaral largando na frente na primeira bateria, com Rodrigo Selhorst ficando entre os cinco, mas ainda nas primeiras voltas Rodrigo encosta no rival Hugo Amaral, que se mantém  á frente até os instantes finais, porem em nova “enroscada” com Aparício Paixão, Hugo perde a liderança para Rodrigo. Na segunda bateria, Hugo e Rodrigo se apertam na largada e Diego Henning aproveita para pular na frente e faturar o prêmio do holeshot. Contudo Rodrigo acelera forte e ganha a ponta para vencer com Volga. Diego perde o traçado e a segunda posição para Hugo Amaral, repetindo os resultados das duas primeiras etapas do Estadual. Rodrigo Selhorst vence, com Hugo em segundo, Diego Henning em terceiro e Walcenir Montes # 102 (Retifica Retirama), de Rolim de Moura na quarta posição.

Rodrigo Selhorst

Rodrigo Selhorst

A terceira etapa do campeonato Rondoniense de Motocross 2012, foi uma realização da Federação de Motociclismo de Rondônia – FMR, em parceria com a Prefeitura de Vilhena e Fenix Moto Clube, apoio do Governo de Rondônia, Ministério do Esporte, Honda, senador Valdir Raupp, deputada federal Marinha Raupp, deputado federal Natan Donadon, deputados estaduais Kaká Mendonça, Jean Oliveira, Valdivino Turuca, Neodi Carlos, Adelino Follador, Luiz Claudio, Edson Martins e Luizinho Goebel, Ciclo Cairu, Castilho Estrutura Metálicas, Cairu Transporte, Lind’água e Instaladora São Luiz.

Resultado da terceira etapa do Rondoniense de Motocross 2012

Categoria 50
1º – # – 999 – Edno Gabriel – Ouro Preto do Oeste
2º – # 88 – Pedro Correa – Pimenta Bueno
3º – # 77 – Bruno Massao – Buritis

Categoria 65
1º – # 444 – Lucas Belém – Vilhena
2º – # 37 – Igor Vasconcelos – Buritis
3º – # 8 – Guilherme Maschio – Pimenta Bueno
4º – # 999 – Edno Gabriel – Ouro Preto do Oeste
5º – # 88 – Pedro Correa – Pimenta Bueno

Categoria 85
1º – # 444 – Lucas Belém – Vilhena
2º – # 17 – Matheus Zilli – Vilhena
3º – # 525 – Douglas Paganini – Ouro Preto do Oeste
4º – # 37 – Igor Vasconcelos – Buritis
5º – # 91 – João Vitor – Porto Velho

Categoria MX Estreantes
1º – # 227 – Victor Carlos – Cacoal
2º – # 102 – Walcenir Montes “Leitão” – Rolim de Moura
3º – # 88 – Valdinei Correia – Pimenta Bueno
4º – # 22 – Jaderson Carlos – Vilhena
5º – # 94 – Hebert Berger – Porto Velho

Categoria Força Livre Nacional
1º – # 4 – Victor Carlos – Cacoal
2º – # 777 – Patrick de Brito – Vilhena
3º – # 22 – Maycon os Santos – Vilhena
4º – # 8 – Emerson Andrade – Vilhena
5º – # 123 – Guilherme Perondi – Vilhena

Categoria MX3
1º – # 27 – Evandro Bucioli – Rolim de Moura
2º – # 723 – Aparício Paixão – Cacoal
3º – # 46 – Marcio Brigido – Cacoal
4º – # 47 – Ariston de Paula – Vilhena
5º – # 70 – Paulo Reginato – Vilhena

Categoria MX2
1º – # 8 – Rodrigo Selhorst – Cacoal
2º – # 51 – Hugo Amaral – Porto Velho
3º – # 191 – Diego Henning – Porto Velho
4º – # 102 – Walcenir Montes “Leitão” – Rolim de Moura
5º – # 22 – Jaderson Carlos – Vilhena

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly