Brasileiro de MX será disputado em clima de despedida

Por Broop Comunicação | Foto por Divulgação | 28 de junho de 2012 - 19:42

A quinta etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross será em clima de despedida. O falecimento do piloto catarinense João “Marronzinho” Júnior abalou o cenário, pegando a todos de surpresa. Emocionados, seus colegas de trabalho e fãs se encontram neste fim de semana, dias 30 de junho e 1º de julho, em Sorriso, Mato Grosso, para a disputa da rodada e também para uma última homenagem.

“O Marrom era um grande atleta, eu tinha uma admiração especial por ele. Estou chocado com mais esta fatalidade em nosso esporte”, comenta Marcello “Ratinho” Lima sobre o colega, que também representava a seleção Rinaldi. “Todos estão muito tristes, é mais um amigo que se vai. Isso mexe bastante com a nossa cabeça, mas estou tentando mantê-la no lugar”, completa Dudu Lima.

João Marronzinho deixará muita saudade

João Marronzinho deixará muita saudade

Dudu estava focado na briga da MX2, categoria na qual ocupa o segundo lugar na tabela. O piloto não pôde participar de uma das etapas, devido a uma lesão na coxa esquerda, e agora tenta recuperar os pontos perdidos para manter-se na disputa pelo título. O evento em Sorriso ainda é definitivo para a formação da seleção que representará o Brasil no Motocross das Nações; Dudu é candidato a vaga.

“A possibilidade existe e eu ficaria muito feliz se fosse convocado. Em 2011 tive a honra de defender a seleção, foi uma grande experiência. Espero lutar pela vitória nesta etapa e torço para que eu seja chamado novamente”, afirma. A competição, espécie de Copa do Mundo da modalidade, acontece nos dias 29 e 30 de setembro, em Lommel, na Bélgica.

Enquanto Dudu mira o título e a convocação para a seleção brasileira, seu irmão, Ratinho, busca a recuperação na classe MX1. Atualmente ele é o sétimo colocado. As duas vitórias que alcançou no último fim de semana na Copa São Paulo de Motocross o deixaram motivado, ele garante que está pronto para encarar o desafio.

“Infelizmente não tive muita sorte nesta temporada do nacional, sempre acontece alguma coisa. Porém, tenho treinado muito, buscando corrigir falhas na minha pilotagem e também no acerto da motocicleta. Acredito que estou evoluindo a cada dia e um bom resultado é questão de tempo. Tomara que ele venha nesta etapa”, diz.

Quem ainda completa a seleção Rinaldi no evento é o jovem Kioman Muñoz. O atleta está em quinto lugar na categoria 150cc e também planeja somar pontos importantes na classificação. “Tenho me preparado intensamente, conheço a pista local e vou a busca da vitória”, garante.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

JOAO disse:

A DOR DA PERDA DO MARROZINHO E UMA COISA QUE PEGA TODO MUNDO NOS AMANTES DO ESPORTE ESTAMOS MUITO SENTIDO,QUE DEUS ABENÇOE A TODOS E NOS CONFORTE NESTE MOMENTO DIFICIL DE NOSSAS VIDAS.

paulo disse:

marronzinho 100% em nossos coraçoes tive a felicidade de ser amigo
Dele que sempre deu incentivo para as categorias de base a garotada
Vai sentir falta dele meu filho ta muito triste com esta fatalidade

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly