Seleção brasileira brigou com Japão e Eslovênia, mas acabou fora das finais

Por Assessoria Team Brasil | Fotos por Cesar Araújo | 28 de setembro de 2015 - 12:25

Depois de chegarem muito próximo de uma classificação direta após as classificatória do sábado, dia 26, do Motocross das Nações 2015 em Erneé, na França, o Brasil entrou para o grupo da repescagem que aconteceu na manhã deste domingo, dia 27.

Motivados pela boa performance do time no dia anterior, Thales Vilardi, Fabio Santos e Jean Ramos foram para o tudo ou nada na B-Final. A prova contou com a presença de grandes nomes no gate, inclusive do atual campeão mundial da categoria MX2, Tim Gajser, da Eslovênia.

86a9c6d7e9232e7fb814bdfded89a2c6j3

Mesmo assim os brasileiros não se intimidaram e foram em busca da vitória para ficar com a última vaga das baterias finais. Jean Ramos foi novamente o melhor piloto da equipe, andando boa parte do tempo na briga do top 5. Thales Vilardi também acelerou forte, se colocando entre os 10 primeiros, resultado este que mantinha o Brasil no 3º lugar da geral, atrás da Eslovênia e Japão.

O Brasil deixou uma boa oportunidade escapar quando os times à sua frente cometeram erros, porém, Jean Ramos também foi ao chão, assim como Fabio Santos. Ao final da bateria a equipe verde-amarela ficou com o 8º lugar na soma dos resultados. Thales Vilardi com o 11º posto, Fabio Santos com o 20º e Jean Ramos, com seu resultado descartado, em 28º.

O Team Brasil 2015 conta com o patrocínio da Circuit, Grupo Geração e Motul. E os co-patrocinadores são: ASW, Pirelli, SigVisual, Rock Parts & Racing, Jorge Negretti, MR Pró, Subs27, 100%, JK Racing, HGS Exhausts e LCM Covers.

eaa2e0fcef0bec0848dd79c66e8eecc2j2

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Desenvolvido por GetFly