Venâncio Aires recebeu a nata do motocross na etapa de abertura do Pro Tork Gaúcho

Por Sílvio Bilhar | Fotos por Sílvio Bilhar | 25 de agosto de 2021 - 20:12

Nos dias 21 e 22 de agosto O Parque da Fenachim recebeu a etapa de abertura do Gaúcho de Motocross 2021, isso só foi possível devido um grande esforço da FGM, do MOCVA, dos pilotos e de parceiros patrocinadores do campeonato. Uma prova sem a presença livre de público, apenas para equipes e alguns convidados patrocinadores.

Veja como foram os duelos da etapa.

55cc

Lucas Wallar venceu a etapa com Lorenzo Ricken em 2º, mas foi João Gabriel Wovst, O Bolachinha levou sua moto a buscar os primeiros 25 pontos da etapa ao vencer o duelo inicial da categoria, visto que os dois primeiros não estão filiados. Enzo Wiebbelling, cujo pai já foi piloto em outros tempos, chegou em 2º e somou 22 pontos, já Davi Rota, veio do sul do Brasil, da cidade de Chuí para chegar na 3ª colocação.

65cc

Vicente Debortolli Nunes largou bem na categoria e aparecia líder na volta inicial, travou duelo com o conterrâneo Henrique Nicoletti. Os dois levaram primeiro e segundos lugares consecutivamente. Henry Krug da capital foi 3º colocado. Willyam Baumgartnem e Anthony Piroli subiram no pódio.

Júnior

Pela Júnior quem deu o primeiro passo rumo ao título do campeonato foi Pietro Pirolli com Luiz Felipe Piltz em 2º que também teve grande adversário Bernardo Zílio o 3º na etapa. Kauê Fontana, Eduardo Vaz, Eduardo Camargo também subiram no pódio e se deram bem na etapa.

MX 2 Júnior

O piloto de  Guaporé Gabriel Bilhar deu na veia largou na ponta mas enroscou-se na curva um, caiu e prejudicou sua corrida. Pietro Pirolli veio de tras  e venceu a etapa de abertura rumo ao título da categoria. Na segunda posição chegou em recuperação veio Gabriel com Otávio Zanatta foi 3º. Mathias Scodro logo em seguida. Ainda tivemos João Beltrame completando o pódio no Parque do Chimarrão.

Ligth Importadas

Arthur Castro de Oliveira fez o hole shote e largou bem, com Morriz Bauer em 2º, e Mathias Scodro foi o nome da categoria ao pressionar, chegar em 2º e logo em seguida assumir a liderança para vencer a abertura do gaúcho 2021 em agosto no Parque da Fenachim. Arthur foi 2º com João Beltrame logo em seguida. O pódio ainda teve Otávio Zanatta e Willian Miotto.

Nacinal Ligth

Pedro Garcia foi bem na etapa ao vencer em grande estilo com Samir Postal buscando o segundo lugar. Felipe Pascoal Rodrigues foi 3º na prova.

Nacional Pró

A fera Cássio Anacleto largou bem com o piloto da casa Ezequiel Rodrigues da Silva em 2º, tendo toda força da torcida, com Felipe Rodrigues em 3º e Robson Lenz na primeira volta. Cássio segura os ataques do piloto da casa e vence com Ezequiel vindo em 2º. Robson Lenz busca recuperação e logo é 3º, posição de pódio. Cláudio Tedy e Felipe Rodriguel também subiram no pódio.

Intermediária MX 1

Começar o campeonato vencendo é o sonho de todo piloto e foi isso que Ariel Luis Schallemberger, piloto de Ivoti que deu na veia e venceu a etapa em Venâncio Aires. De Carazinho veio o 2º colocado da categoria, Gustavo Visoto que busca o título da categoria como um dos favoritos, na 3ª posição Luiz Dorigon chegou colado seguido de Joel Mezetta e Ricardo Melo Moranguinho que subiram no pódio.

Intermediária MX2

O hole shote da categoria foi de Gabriel Bilhar com Lucas Turatti logo atrás. Willian Miotto, Arthur Oliveira e Matheus Hernandes formando o bloco principal. Gabriel acelera e vence de ponta a ponta seguido de Turatti. Hernandes buscou posições e foi o 3º com Arthur e João Pedro Beltrame que fez prova de recuperação.

Mx pró

 O surpreendente Leonardo Dambrós levou o numeral 43 a largar na ponta. Colado veio o piloto de Vila Lângaro, Mauro Brazaca Jr., com Leonardo Lizzot e Enzo Lopes, o ilustre visitante na etapa de abertura do gaúcho. Ainda na volta inicial Brazaca cai e Enzo Lopes mostrou porquê é nosso maior destaque externo no motocross e já aparece na frente. Enquanto que o ponteiro fazia 1,15seg, de tempo na pista, Lizzot já ocupava a 2ª posição com Dambross ficando em 3º. Essas posições não se alteraram, mas que fez prova de recuperação foi Cássio Anacleto que chegou em 4º e Lucas Basso completou o pódio.

Nacional Light

Pedro Garcia não deu mole e venceu a etapa na terra do chimarrão em 2º veio Guilherme Dalpiaz, Samir Postal e Felipe Rodrigues.

MX2

Mauro Brazaca Jr fez o hole shote e ditava o ritmo da corrida até que caiu no triplo abrindo os caminhos para Leonardo Lizzot assumir a liderança. Mais tarde Leonardo Limberger, O Poti chegava ao 2º posto e Lucas Basso buscava a 3ª colocação. Resultados finais da etapa. Matias Scrodo e Gabriel Bilhar ocuparam os outros lugares do pódio.

MX3

Quem na história do motocross pode andar lado a lado com seu irmão nas pistas e duelar na mesma bateria? Isto é para poucos. Os irmão Elton e Chumbinho Becker é um caso. O outro caso é dos Gallioto em que Rodrigo e Marcelo Tchelo Gallioto competem na MX3. Em Venâncio Aires o vencedor foi Rodrigo que fez dobradinha com Tchelo o 2º colocado, tornando-se os manos no pódio do MX. Cristian Kehl foi 3º com Erivelton Nicoladelli e Ariel Schallemberger também subindo no pódio.

Os irmãos Gallioto

MX4

Nessa categoria Everton da Silva largou bem, figurava no pelotão da frente e logo no início buscou a liderança para segurar os ataque de seus concorrentes e vencer de ponta a ponta. Eduardo José e Silva chegou em 2º com Milton “ Chimia “ Petry em 3º, ele que retornou às pistas após grande tempo parado. Glaureci Lemos e Djalma Salvador também subiram no pódio principal.

MX5

Na briga de cachorro grande que se deu melhor foi Marco Muller, O Milão que em muitos anos tem em Carlos Kettermann, O Nazysta um grande rival nas pistas. Os dois novamente protagonizaram o duelo pelo 1º lugar em que Milão venceu, Nazista foi 2º com Léo Lopes na 3ª colocação. Amir Tenedini e Guilherme “Mémi” Benatto o 5º na etapa.

Elite MX

Apenas os melhores da etapa participam da bateria mais esperada da etapa, a Elite MX. Em Venâncio Aires Enzo Lopes mostrou porque é um dos pilotos mais respeitados do cenário nacional e porque representa o motocross gaúcho e brasileiro nos EUA como nunca outro fizeram. Enzo venceu a etapa superando a fera Leonardo Lizott que foi 2º. Leonardo Dambross foi 3º com Cássio Anacleto e Gabriel Bilhar fechando o pódio.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Sílvio Bilhar começou em março de 1995 o jornal O Podium, exclusivo sobre motociclismo, antes disso teve participação durante 3 anos no Jornal Pit Stop (Hoje é Revista). Estudou Relações públicas na FEEVALE em N.Hamburgo, Jornalismo em São Leopoldo e fez diversos curso de aprimoramento, entre eles de Publicidade e Marketing e de Jornalismo Esportivo, cuja aprovação foi com louvor. Ainda hoje é editor e proprietário do Jornal O Podium cujas informações é de ser o único do estilo no Brasil. Assumiu o Mundocross após o falecimento de seu grande amigo Jorge Soares, que chegou a escrever por alguns anos uma coluna no Jornal. Ambos parceiros e colaboradores nos dois veículos. Natural de Montenegro/RS, nasceu em 10 de fevereiro de 1965. Mora a mais de 25 anos em Novo Hamburgo, região da Grande POA no RS.

Desenvolvido por GetFly